Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Cesta básica ficou R$ 24 mais barata em julho

Cesta básica ficou R$ 24 mais barata em julho
05/08/2010 07:30 -


VERA HALFEN

O custo da cesta básica familiar ficou 2,41% mais barato em julho, comparada com o mês anterior, ou seja, o consumidor economizou R$ 24,18 para comprar os 44 produtos que fazem parte da ração mensal para cinco pessoas. Em julho, esse custo caiu para R$ 970,04, contra R$ 1.003,21 em junho. Entre os produtos pesquisados que compõem a cesta familiar, 17 apresentaram alta; 23 apresentaram queda de preço e quatro produtos mantiveram o preço inalterado. O custo da cesta básica familiar em julho foi de R$ 979,04 – o que equivale a 38,39% do valor total da renda familiar.       
No grupo alimentação, com 32 produtos, a pesquisa constatou queda de 2,75%, porém, alguns itens apresentaram alta, como alho (3,24%), mandioca (2,74%), ovo (1,91%), mamão (1,09%), sal (1,04%) e fubá (1,01%).  O pão francês e o queijo não apresentaram variação de preço.
Higiene e produtos
de limpeza
Os produtos de higiene pessoal, composto por cinco itens, registrou variação positiva de 0,03%. Sabonete aumentou 1,54% e papel higiênico 0,50%.
O setor de limpeza doméstica assinalou queda de 0,91% em julho, com destaque para o sabão em pó (3,80%), esponja de aço (2,13%) e água sanitária (0,72%).  Os produtos que registraram alta de preços foram detergente (4,35%), sabão em barra (3,12%), desinfetante (0,49%) e cera em pasta (0,27%). Em junho o mesmo grupo apresentou variação positiva de 2,10%.

Felpuda


Vêm aumentando que só os disparos de segmentos diversos contra cabecinha coroada que, até então, acreditava voar em céu de brigadeiro. O novo coronavírus chegou, ganhou espaço, continua avançando e atualmente tem sido o melhor cabo eleitoral dos adversários. A continuar assim, sem ações mais eficazes, o estrago político poderá ser grande. Observadores mais atentos têm dito que o momento não é de viver o conto da “Bela Adormecida”. Só!