Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

APARECIDA

Cerca de 165 mil fiéis são esperados na basílica de Aparecida

12 OUT 2010Por Folha Online10h:20

No Dia de Nossa Senhora, o mais esperado do ano para os devotos da padroeira do Brasil, a basílica de Aparecida (180 km de SP) deve receber mais de 165 mil fiéis.

Às 10h, acontece a missa solene. A festa acaba com um show do padre Fábio de Melo, às 18h30, seguido por um espetáculo pirotécnico.

Anteontem, o centro comercial da basílica também ficou lotado. Além de terços e imagens da santa, as lojas ofereciam brinquedos e até artigos eletrônicos.

"Vim por causa de Nossa Senhora, mas aproveitei para comprar um celular e um aparelho de DVD", disse o técnico em eletrônica José Nicolau Salgado Junior, 34, que gastou R$ 800.

Apesar do movimento, os comerciantes reclamavam do baixo volume de vendas. "O romeiro que vem para o Dia de Nossa Senhora é pobre, só vem pagar promessa", disse um comerciante.

Às 15h de ontem, após caminhar por cinco dias, um grupo de romeiros de Santo André (ABC) chegou ao santuário. "Foi muito gratificante ver que ninguém desistiu mesmo com dores. A gente chegou chorando de emoção", afirmou o químico Kleber Eloi, 41.

Na capital, a missa da padroeira, que costuma ocorrer na praça da Sé (região central de SP), será celebrada a partir das 10h no vale do Anhangabaú, também no centro da cidade. A estimativa dos organizadores é que mais de 20 mil fiéis assistam ao ato.

FIÉIS

Na principal missa de ontem em Aparecida, a diarista Maria Pereira da Silva, 45, de São Conrado (RJ), assistiu à celebração ajoelhada, com o neto Caio, de 1 ano e 11 meses, no colo. "Ele nasceu prematuro e ficou três meses no hospital. Pedi por ele e fui atendida", afirmou.

Um grupo de São José dos Campos (97 km de São Paulo) também chegou ontem a Aparecida, após 19 horas de caminhada.

O técnico ambiental Vanderson de Souza, 34, e mais 15 fiéis se uniram a um amigo que prometeu ir caminhando caso sua filha recém-nascida e doente fosse curada. Com o pé machucado, o pai desistiu da caminhada, mas os amigos seguiram em frente.

Também de São José dos Campos, três fiéis chegaram à basílica pedalando.

Vindos de Curitiba (PR), membros do motoclube Road Brothers viajaram por sete horas para homenagear a santa. "A gente vem pedir proteção nas estradas", contou o comerciante Pedro Paulo Gazaniga, 59.

Até a tarde de ontem, 85 mil pessoas já tinham passado pelo santuário. Com o show do padre Reginaldo Manzotti, na noite de ontem, esse número deveria ultrapassar os 118 mil fiéis, segundo os organizadores. Os hotéis da cidade estão lotados até amanhã.

Leia Também