Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

TECNOLOGIA

CEO da Microsoft diz que não deixará espaço livre para a Apple

11 JUL 2012Por TERRA00h:00

O CEO da Microsoft, Steve Ballmer, disse que o tablet Surface marca uma nova era na empresa, na qual não serão poupados esforços para a batalha por inovação com a Apple. A declaração foi feita em uma entrevista concedida ao site CRN, ocasião em que Balmer também falou que no passado a Microsoft "cedeu um pouco do limite entre a inovação de hardware e software" para a Apple. Durante a conferência internacional de parceiros da Microsoft, que acontece em Toronto, Canadá, até quinta-feira, Ballmer frisou que a empresa busca não deixar nenhuma lacuna que possa ser aproveitada pela Apple.

"Nós temos as nossas vantagens em produtividade. Nós temos as nossas vantagens em termos de gestão empresarial, gerenciamento. Temos nossas vantagens em termos de conexão em infraestrutura de servidor para empresas", disse o CEO em Toronto. "Nós nos sentimos capacitados para inovar em todos os lugares e trazer nossos parceiros conosco", complementou.

Ballmer não descartou a possibilidade de lançar um smartphone próprio para competir com o iPhone, mas deixou claro que o foco do momento é o Surface, tablet recentemente lançado pela Microsoft. "Nós temos boas parcerias com empresas como Nokia e HTC na área de telefones.(...) Mas vamos focar no Surface e em outros parceiros de tablets com Windows 8 e ver se fazemos algo acontecer", disse.

Ao ser questionado se parceiros seriam eventualmente autorizados a comercializar o Surface, Ballmer disse ao CRN que o objetivo inicial da Microsoft é dar "um passo de cada vez" e "colocar o produto na rua". Entretanto, ele afirma que nada impede que um parceiro encomende algumas unidades do Surface e experimente algo com elas, mas que não foi pensado nada no sentido de "distribuição industrial" para o dispositivo no momento, porém, diz que é uma possibilidade futura. Com o Surface, a Microsoft tenta pela primeira vez a bem-sucedida estratégia da Apple em produtos com integração de hardware e software próprios.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também