Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESTADUAL

Cene vence Rio Verde; MS Saad provoca

Cene vence Rio Verde; MS Saad provoca
22/04/2011 08:10 - JAKSON PEREIRA, CORREIO DO ESTADO


O Cene ficou menos de uma semana longe da liderança do grupo 2 do Campeonato Estadual. Ontem, a equipe comandada pelo técnico Mirandinha goleou o Rio Verde por 7 a 1 e reassumiu a ponta com 16 pontos, mesma pontuação do Maracaju, mas c0m vantagem no saldo de gols.

Em Aquidauana, o Maracaju teve a oportunidade de seguir na liderança do grupo, mas empatou por 1 a 1 com o Aquidauanense e caiu para a segunda posição.

Quem também caiu na tabela foi o Comercial. O time foi até Chapadão do Sul para enfrentar o time da Serc, mas não consegui suportar a pressão e acabou derrotado por 2 a 1. Com o resultado, o Chapadão superou o Colorado na tabela e assumiu a terceira colocação com 12 pontos, um a mais que o rival.

No grupo 1, o Itaporã com 14 pontos lidera sozinho. Ontem a equipe empatou sem gols com o Corumbaense e contou com a derrota do Mundo Novo para o Sete de Setembro por 3 a 1 para ficar isolado na ponta com um ponto a mais.

 Confusão

Em partida fraca tecnicamente e com poucos lances de emoção, o MS Saad venceu o Operário no Estádio das Moreninhas por 3 a 0, gols de Anderson e Ben Hur na primeira etapa; e Juninho na segunda.

Após o terceiro gol, Juninho correu para comemorar onde estava a torcida do Galo e imitou uma galinha. A provocação de inicio a um tumulto, com empurrões e xingamentos. Depois do jogo, um torcedor operariano invadiu o campo para tentar agredir o atleta do Saad, mas a Polícia Militar conseguiu acabar com a confusão.

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.