Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 16 de dezembro de 2018

FIM DA INVENCIBILIDADE

Ceará vence Brasiliense nos acréscimos

31 MAR 2011Por GAZETA PRESS00h:00

O Ceará derrubou a invencibilidade do Brasiliense na temporada e está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, em casa, os torcedores do Vozão viram o empate persistir até os 47 minutos do segundo tempo, quando Marcelo Nicácio marcou um gol salvador e definiu a classificação dos nordestinos. O adversário sairá dos confrontos entre Grêmio-SP e Atlético-MG.

No jogo de ida as equipes ficaram no empate sem gols, em Taguatinga. Na ocasião, o Ceará também não sabia o que era perder em 2011, mas a alegria durou pouco: de lá para cá a equipe foi derrotada duas vezes no Campeonato Cearense – uma delas domingo, para o rival Fortaleza – e viu o presidente Evandro Leitão fazer críticas públicas ao desempenho dos homens de frente.

Para piorar, a intensa briga por posições no ataque fez com que o atacante Júnior demonstrasse insatisfação com o banco de reservas. Primeiro, ele utilizou o Twitter para reclamar. Titular contra o Jacaré, ele não gostou de ser substituído justamente pelo herói Nicácio, aos 11 minutos do segundo tempo e saiu visivelmente contrariado.

O jogo 

No último jogo do Castelão antes das obras para a Copa 2014, a situação começou a ficar complicada para o Ceará logo aos seis minutos de bola rolando, quando o experiente Ruy avançou pela esquerda, passou no meio de dois marcadores e bateu cruzado, sem chances para o goleiro Fernando Henrique.

Atrás no marcados, o Vovô apresentou alguns sinais de nervosismo, mas ainda assim conseguiu empatar antes do intervalo. Júnior – que venceu a disputa com Marcelo Nicácio e fez dupla de ataque com Iarley – bateu falta e viu o goleiro Gilson bater roupa antes de Fabrício aparecer no rebote e balançar as redes, aos 26 minutos.

Na segunda etapa, os donos da casa não tinha nenhuma outra alternativa a não ser partir ao ataque com força máxima. Espremido em seu campo de defesa desde o início da etapa complementar, o Jacaré segurou a pressão enquanto foi possível.

O técnico Dimas Filgueiras usou o elenco e colocou Marcelo Nicácio, Sérgio Mota e Thiago Humberto nas vagas do irritado Júnior, do zagueiro Erivélton e do meia Geraldo. Aos 33, Iarley recebeu cruzamento de Boiadeiro e perdeu grande chance, chutando sem direção. A decepção parecia certa, mas Marcelo Nicácio apareceu para marcar o gol salvador, aos 47.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também