terça, 14 de agosto de 2018

COPA BRASIL

Ceará arranca empate e elimina o Flamengo

11 MAI 2011Por TERRA22h:56

Responsável por acabar com a invencibilidade do Flamengo na temporada, o Ceará causou ao time carioca um revés ainda maior nesta quarta-feira: chegou a ficar dois gols atrás do marcador, mas foi buscar empate para eliminar os rubro-negros e se garantir na semifinal da Copa do Brasil. Em jogo marcado por polêmicas da arbitragem dos flamenguistas com policiais, os cearenses avançaram com placar de 2 a 2.

O resultado foi suficiente porque na partida de ida, no Rio de Janeiro, o Ceará conseguiu vitória por 2 a 1. Desta forma, a equipe vai brigar por vaga na final da competição com o Coritiba, que eliminou o Palmeiras apesar de ser derrotado por 2 a 0 no Pacaembu - no jogo de ida, havia vencido por 6 a 0. Já o Flamengo vai focar a preparação para o Campeonato Brasileiro, no qual estreia contra o Avaí.

A maior polêmica do duelo foi causada no intervalo: Ronaldinho e Felipe partiram para cima da arbitragem para reclamar da não marcação de uma falta no lance do segundo gol do Ceará. O camisa 10 acabou empurrado por um dos policiais, que usavam escudos. Vanderlei Luxemburgo se revoltou. A bronca rubro-negra também ficou pela expulsão de Ronaldo Angelim, ainda no primeiro tempo.

O jogo

Motivado e modificado - a principal alteração foi a entrada de Ronaldo Angelim na lateral esquerda, deixando a defesa com três zagueiros de ofício -, o Flamengo não demorou para acabar com a vantagem estabelecida pelo Ceará nos primeiros 90min de disputa. Aos 19min, Ronaldinho acertou belo passe para Thiago Neves, deixando livre por trás da zaga após bola cruzada. O jogador dominou e tocou na saída de Fernando Henrique.

Aos 27min, Thiago Neves brilhou de novo: carregou na intermediária, arranjou espaço e tocou no canto do goleiro do Ceará, abrindo resultado que seria suficiente para garantir a classificação. Vagner Mancini então mudou: tirou Vicente aos 30min para a entrada de Osvaldo, que mudou o jogo no primeiro tempo. Começou arranjando falta próxima da área aos 35min. Na cobrança de Diego Macedo, Washington desviou e diminuiu.

Três minutos depois, dividiu com Ronaldo Angelim na ponta direita e levou a pior. O árbitro marcou falta e, com o segundo cartão amarelo, expulsou o flamenguista, iniciando a reclamação por parte do time visitante. Thiago Humberto cobrou bem, mas Felipe fez boa defesa. Na sequência, em cobrança de escanteio, Washington aproveitou sobra dentro da área para bater de esquerda, empatando o jogo.

Os jogadores do Flamengo foram à loucura de novo, denunciando um toque de mão de Thiago Humberto em dividida com Willians. Antes do intervalo, o time carioca perdeu uma chance incrível: Leonardo Moura recebeu na área e tocou na saída de Fernando Henrique, mas a Fabrício conseguiu desviar e mandar a bola no travessão. Na sobra, Wanderley cabeceou e carimbou a trave direita.

Com os ânimos exaltados, Felipe e o capitão Ronaldinho foram cobrar a arbitragem, que foi prontamente cercada pelo policiamento. Um dos policiais acertou o escudo propositalmente nas costas do camisa 10 flamenguista, cena que foi vista pelo técnico Vanderlei Luxemburgo. Um princípio de confusão foi registrado no gramado, com os atletas do time carioca muito exaltados e reclamando de agressão.

Sem Luxemburgo, expulso no intervalo, o Flamengo voltou para o segundo tempo precisando apenas de um gol para se classificar. O time partiu para cima e criou boas chances, mas foi barrado pela grande atuação de Fernando Henrique. Ele defendeu chute de Renato Abreu aos 4min, barrou Wanderley ao ficar cara a cara com o atacante, aos 8min e pegou bom chute de Thiago Neves aos 20min.

Felipe também foi exigido, ainda que menos vezes do que o goleiro rival. Apareceu bem em chute rasteiro de Geraldo, aos 9min, e em forte finalização de longe feita por Eusébio. Aos 38min, Osvaldo fez grande jogada pela esquerda, passou pela zaga, invadiu a área e, sem ângulo, finalizou mal. Cara a cara com o camisa 1 do Flamengo, mandou por cima do gol.

Os minutos finais foram de desespero para os flamenguistas, que tentaram finalizações da entra da área, sempre bloqueadas pelos zagueiros do Ceará. O time também tentou descolar um pênalti, o mais contestado deles em jogada de Fierro após tentar cortar os adversários na grande área. As esperanças do campeão carioca terminaram com a falta de chances nos acréscimos.

 

Ceará 2 x 2 Flamengo

Gols

Ceará:
Washington, aos 35min e 41min do primeiro tempo
Flamengo:
Thiago Neves, aos 19min e 27min do primeiro tempo

Ceará: Fernando Henrique; Boiadeiro (Diego Macedo), Fabrício, Erivélton e Vicente (Osvaldo); Michel, João Marcos, Thiago Humberto (Eusébio) e Geraldo; Iarley e Washington. Técnico: Vagner Mancini

Flamengo: Felipe; Léo Moura (Fierro), Welinton, David Braz e Ronaldo Angelim; Willians (Negueba), Renato Abreu, Botinelli (Egídio) e Thiago Neves; Ronaldinho e Wanderley. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Cartões amarelos
Ceará: Diego Macedo e Michel
Flamengo: Felipe, Welinton, Ronaldo Angelim, Willians, Renato Abreu e Egídio

Cartões vermelhos
Flamengo: Ronaldo Angelim

Árbitro
Sandro Ricci (DF)

Local
Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)

 

Leia Também