Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

OFICIALIZAÇÃO

CBF confirma estádio do Corinthians para jogo de abertura do Mundial

8 NOV 2010Por ARLINDO FLORENTINO19h:02

O governador de São Paulo, Alberto Goldman, o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, e o presidente da CBF e do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014, Ricardo Teixeira, se reuniram nesta segunda-feira para confirmar que o jogo de abertura será realizado no estádio do Corinthians. A oficialização vem a despeito da falta de garantias financeiras para o projeto.

"Vamos seguir o protocolo da mesma forma como fizemos com os outros estádios. Conversaremos com os arquitetos e depois veremos a questão das garantias", afirmou Ricardo Teixeira, na sede do governo estadual, no Palácio dos Bandeirantes. A forma de pagamento é o principal problema para que o projeto seja colocado em prática.

"Temos apoio integral do governo e da prefeitura. Estamos fazendo todos os esforços para que a abertura seja aqui. Grande parte da questão financeira já está equacionada", continuou Teixeira. Inicialmente, o estádio corintiano teria capacidade de 48 mil lugares ao custo de cerca de R$ 350 milhões, que seriam pagos pela construtura Odebrecht através de financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES).

O clube, no entanto, se nega a arcar com os custos da ampliação da capacidade, necessária para receber o jogo de abertura do Mundial - a Fifa exige pelo menos 62 mil lugares. Restariam investimentos de R$ 120 a R$ 200 milhões a serem alcançados através da iniciativa privada, principal desafio do comitê organizador para os próximos meses. De acordo com o governador Goldman, o Corinthians oficializou sua intenção de receber jogos.

"Demos continuidade às conversas e estamos com alguns elementos novos em foco. Recebemos uma carta do Corinthians comunicando sua intenção em contribuir com a Copa de acordo com as exigências da Fifa. Estamos encaminhando para o comitê. O projeto será analisado e o Corinthians levará adiante com o apoio de todos nós", comemorou o sucessor de José Serra no cargo.

"Vamos nos unir ao Corinthians para termos as obras no prazo estabelecido. São Paulo está feliz e alegre com a decisão e com o fim das especulações", afirmou o prefeito Gilberto Kassab.

Recentemente, ele reiterou que, se o projeto alvinegro não se enquadrasse às exigências da Fifa, outras arenas poderiam ser escolhidas - o Morumbi, do São Paulo; o Pacaembu, da Prefeitura; ou a Arena Palestra Itália, projeto do Palmeiras ainda em fase inicial.

Com Gazeta Press
 

Leia Também