Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

CP DA SAÚDE

Cassação de Artuzi é adiada para terça-feira

28 NOV 2010Por Valéria Araújo/Dourados Agora00h:01

A Comissão Processante da CPI da Saúde, adiou para a próxima terça-feira o protocolo de pedido de cassação do prefeito Ari Artuzi, por má gestão dos recursos da saúde pública.

A meta era entregar o documento final até esta sexta-feira. De acordo com o relator da CP, o vereador Pedro Pepa, o último relatório ainda não está pronto, mas já está sendo finalizado.

Segundo ele, devido a demanda da outra CP, no qual faz parte como membro, e a assessoria jurídica se se divide entre as três Comissões, houve um atraso na expectativa inicial de entrega dos vereadores.

A nova previsão é de que até terça-feira o documento seja protocolado no Legislativo. Depois disso, os vereadores votam se aceitam ou não o pedido de cassação em plenária.

Para o presidente da CP, Vereador Elias Ishy, até agora os argumentos apresentados pela defesa não foram suficientes para livrar o prefeito do processo de cassação. “Além de não responder aos questionamentos da CP, a defesa deixou a desejar sobre informações solicitadas, além de não definir claramente os responsáveis pelas irregularidades que apontou, tendo apenas se limitado em relatos de incongruências existentes no processo”, disse.

Prova disso, segundo Elias Ishy, foram os problemas apontados, ainda na Comissão Parlamentar de Inquérito, (CPI), sobre as licitações nos anos de 2009 e 2010 e a omissão de documentos solicitados por ela. Além de prosseguir com o processo, a Comissão, que é originária da CPI, decidiu não ouvir as testemunhas de defesa do prefeito Ari Artuzi.

“Isto porque o prazo que os advogados tinham para apontar estas pessoas venceu e nada foi nos presentado. Não temos a obrigação de apontar quem vai defender o prefeito”, avaliou.

O prazo final para o encerramento dos trabalhos vai até 29 de dezembro, mas a previsão é de que na próxima semana o destino de Ari Artuzi seja definido.

Leia Também