Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

MATO GROSSO DO SUL

Casos de violência da ditadura militar vão para Comissão da Verdade

28 JUN 2012Por DA REDAÇÃO18h:45

A invasão de um jornal, ocorrido em Campo Grande, o navio que manteve presos políticos em 1964 no município de Corumbá, a expulsão de moradores do povoado de São Carlos (hoje município de Caracol) para instalação de um quartel general, são alguns dos casos registrados na época da ditadura militar que serão encaminhados à Comissão Nacional da Verdade, em Brasília. 

A iniciativa é do Comitê Estadual pela Memória, Verdade e Justiça que se reuniu ontem (27) com o presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Casa, deputado estadual Laerte Tetila.

Atualmente, segundo o Comitê são 30 mil processos referentes ao período da ditadura militar junto à Comissão de Anistia. Destes, mil são de casos ocorridos em Mato Grosso do Sul.

O objetivo do comitê é requerer análise apropriada e mais profunda dos fatos pela Comissão Nacional da Verdade. Segundo o deputado Laerte Tetila, as apurações devem seguir até o fim de 2013. 

Fonte: Assembleia Legislativa de MS

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também