sexta, 20 de julho de 2018

PROTEÇÃO

Casas para idosos serão fiscalizadas por conselho

21 JAN 2011Por DA REDAÇÃO00h:00

O Conselho Municipal do Idoso (CMI) está fazendo um levantamento das entidades de longa permanência para idosos para averiguar as condições de funcionamento. Das 15 instituições existentes na Capital, o CMI já encontrou irregularidades em seis delas. Por conta disso, hoje (21) a partir das 13h30min, o Conselho inicia uma fiscalização nesses locais.

Num primeiro momento os conselheiros analisam a documentação das entidades (entre os principais requisitos estão os alvarás sanitário e dos bombeiros). Se estiver regular, é renovada a inscrição no CMI. De acordo com a situação encontrada e a gravidade das infrações cometidas pelos proprietários desses locais, são tomadas as providências cabíveis, podendo ir de uma multa a fechamento da casa.

“Nas fiscalizações observamos, principalmente, se o espaço físico é adequado para receber os idosos, se o cuidador está dando o remédio de acordo com o receituário, se os medicamentos não estão vencidos, se tem nutricionista no local e se os alimentos estão conservados de forma adequada. Todos esses fatores revelam se o interno está tendo um bom tratamento”, explicou Silvana Pereira, conselheira do CMI.

Qualquer denúncia sobre maus tratos nas entidades de longa permanência para idosos pode ser feita para o número: 3314-5189 (CMI). O endereço do Conselho Municipal do Idoso é rua Hélio de Castro Maia, 279, Jardim Paulista (sede do Planurb).
 

Leia Também