Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PACOTE COMPLETO

Casamento é um mercado <br>para muitos, desde músicos <br>a animadores e chargistas

Casamento é um mercado <br>para muitos, desde músicos <br>a animadores e chargistas
02/09/2012 17:00 - ADRIANA MOLINA


Mais do que a realização do sonho de duas pessoas. O casamento se tornou, hoje, sinônimo de oportunidade para quem tem um negócio – e praticamente qualquer tipo de negócio. Nas festas modernas é possível se ver de tudo – tudo mesmo: dançarinos profissionais para não deixar a pista esvaziar, animadores com pernas de pau, chargistas, e até massagistas para aliviar a dor dos pés cansados de quem se divertiu até o último minuto.

Achou engraçado? Mas não estranhe, é verdade. Dê adeus ao tradicional e espere por um evento sem a menor cara de matrimônio, porque é cada vez maior o player de opções para quem quer inovar e fazer “a festa”, tornando o momento inesquecível para si e seus convidados. E ainda é uma fonte de renda a empresas e prestadores de serviços.

E por falar em inesquecível, até o registro do grande dia pode ser inusitado. Além dos fotógrafos comuns, presentes em todas as cerimônias, a moda agora é “desenterrar” a velha cabine fotográfica que foi febre nos anos 80 e colocá-la no meio do salão, para que os convidados se divirtam deixando imagens e levando as famosas tirinhas como lembrança. E, como o chique é dar um “up” no antigo, elas ganharam a opção de postagem imediata das fotos nas redes sociais.

Leia mais no Correio do Estado

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...