Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VALIOSO

Carro usado por Senna deve chegar a R$ 350 mil em leilão

Carro usado por Senna deve chegar a R$ 350 mil em leilão
30/01/2014 00:00 - Terra


Um Honda NSX, de 1992, será leiloado em fevereiro no Reino Unido. O carro em si não seria tanta novidade, mas quem o dirigia acrescenta um elemento a mais ao esportivo. Segundo informou a Silverstone Auctions, o modelo era usado pelo tricampeão de Fórmula 1 Ayrton Senna e deve atingir valor de 85 mil libras (cerca de R$ 350 mil).

De acordo com o relato, o veículo foi comprado originalmente pelo empresário Antonio Carlos de Almeida Braga, para que o amigo Senna usasse em suas passagens por Portugal, onde Braga mantém residência. Após a morte do piloto em 1994, o carro ficou intocado na garagem de Braga por dois anos até ser vendido.

Senna trabalhou com a Honda no desenvolvimento do NSX, já que a fabricante também fornecia motores para a Fórmula 1. O piloto era proprietário de um modelo semelhante, e Braga seguiu a mesma configuração escolhida por Senna para comprar o modelo.

O mesmo NSX apareceu no ano passado, no site de leilões eBay e teria sido arrematado por cerca de R$ 250 mil, mas a casa de leilões não informa essa parte da trajetória do veículo. Este ano marca os 20 anos da morte de Senna, enquanto o NSX completa 25 anos de lançamento em 2015.

“É muito raro aparecer um carro com este pedigree no mercado, especialmente com uma ligação pessoal com o melhor piloto da F1 de todos os tempos”, afirmou em nota Nick Whale, diretor da Silverstone Auctions.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...