Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Carro é encontrado queimado com corpo de corretor

5 ABR 10 - 21h:44
EDILSON JOSÉ ALVES, PONTA PORÃ

O corretor de imóveis Ramão Amado de Souza, que seria morador de Campo Grande, foi encontrado morto com o corpo  carbonizado dentro do Gol, placas HSF-3968, de Campo Grande, no interior do Paraguai. O carro foi incinerado na madrugada de sábado na localidade de Santa Rosa del Mbutuy, no Departamento de San Pedro.

Conforme as informações policiais, o corpo de Ramão estava dentro do Gol, a cerca de 500 metros da Ruta 10, uma das mais movimentadas rodovias da região norte do Paraguai. O carro teria sido incendiado com ele dentro por volta das 2h, mas somente na manhã de sábado é que foi localizado pelos agentes da Polícia Nacional.

As quatro portas do Gol estavam travadas, o que dificultou ainda mais a ação dos policiais paraguaios. A promotora de justiça Maria Angélica Isaurralde informou que a vítima foi identificada com a ajuda de familiares e que a mesma trabalhava com a compra e venda de imóveis na região. Existe a suspeita de que no interior do veículo existiam galões de combustíveis, o que teria ajudado na propagação das chamas.

A Polícia Nacional do Paraguai está trabalhando na investigação da morte do brasileiro, mas até ontem à tarde não sabia informar se ele teria sido executado antes de ter o corpo queimado juntamente com o veículo de sua propriedade. Uma das hipóteses levantadas é a de que o crime poderia se tratar de acerto de contas, mas também não existem dados sobre envolvimento da vítima com algum tipo de ilícito na região.

Logo que a Polícia Nacional foi acionada, uma das primeiras hipóteses levantadas para o crime foi a de que poderia se tratar de um atentado praticado pelos membros da facção que se intitula Exército do Povo Paraguaio (EPP). As autoridades desconfiavam que o corpo poderia ser da empresária Nancy dos Santos, moradora em Foz do Iguaçu e que teria sido sequestrada pelo suposto grupo guerrilheiro no momento em que estava no território do país vizinho. Mas, com a identificação do corpo, essa suspeição foi descartada.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

TRAGÉDIA

Última sobrevivente da tragédia de Brumadinho internada recebe alta

BRASIL

Bolsonaro diz ter certeza que Eduardo será aprovado em sabatina no Senado

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta sexta: "Solução inteligente"

ARTIGO

Guilherme Bellotti: "Safra 19/20: menos gordura e mais risco"

Analista de agronegócio

Mais Lidas