Carreta Scania carregada com farelo de soja tomba na BR-163

Carreta Scania carregada com farelo de soja tomba na BR-163
15/03/2010 22:48 -


Em cinco dias três carretas que transportavam carga de grãos tombaram em rodovias de Mato Grosso do Sul. O último caso ocorreu no km 501 da BR-163, em Jaraguari, por volta das 6h15min de ontem, quando uma carreta carregada com farelo de soja saiu da pista e tombou na margem da rodovia. Conforme a Polícia Rodoviária Federa l (PR F), a suspeita é de que o condutor Esequiel Teixeira de Melo tenha dormido enquanto conduzia a Scan ia placas ANA-8017, acoplada aos semi- reboques de placas ALY- 3906 e ALY-3907, do Paraná. O motorista, que sofreu ferimentos leves, foi encaminhado para a Santa Casa em Campo Grande. Na manhã deste domingo (14) uma carreta carregada com 37 toneladas de soja tombou na MS-134, entrada de Nova Andradina. O motorista Emílio dos Santos, 23 anos, que saiu ileso, contou que carregou o veículo em Itiquira/MT e seguiria para Maringá (PR). Na quinta feira (11) outra carreta carregada com 36 quilos de soja tombou na mesma rodovia, também em Nova Andradina. Conforme o condutor Neumar Ferreira Martins, 28 anos, que seguia para Santos/SP, dois pneus do lado direito do veículo estouraram e provocaram o acidente. Errata Diferentemente do que foi publicado na edição de ontem, Lucas Tavares da Silva morreu no acidente em Taquarussu e não Rafael Costa da Silva. (VS)
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".