Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sábado, 16 de fevereiro de 2019 - 15h33min

Carreta bate em ônibus e deixa nove passageiros feridos

9 ABR 10 - 09h:43
karine cortez

Nove pessoas ficaram feridas na manhã de ontem após o ônibus em que estavam ser colhido, na parte traseira, por uma carreta Volvo de placas de Orleans (SC). No momento do acidente, às 7h, havia 65 pessoas no veículo e todas seguiam para a escola ou trabalho. A colisão aconteceu na Avenida Gury Marques, saída para São Paulo e o ônibus envolvido é da Viação Cidade Morena que fazia a linha Avenida dos Cafezais/Terminal Guaicurus.

“Eu estava estacionando no ponto e de repente sentimos a batida. Quando olhei para o fundo do ônibus já vi as pessoas caídas, chorando e machucadas”, disse o motorista Ronaldo Mader, 36 anos. O condutor da carreta, João Adalton de Oliveira, admitiu que estava um pouco distraído e por isso não teria conseguido desviar a tempo de evitar a colisão com o coletivo. “Vi que o ônibus deu seta para virar e pensei que ele fosse estacionar um pouco mais para a frente. Eu não sabia que o ponto já era logo aqui e quando tirei, não deu tempo”, enfatizou.

O ponto de ônibus fica a 50 metros de um quebra-molas e nem o redutor de velocidade conseguiu evitar o acidente. “Imaginamos que o motorista do caminhão estava correndo um pouquinho e por isso não conseguiu desviar do ônibus. Já estávamos quase parados e não tinha como ele não ver”, disse o funcionário da Viação Cidade Morena, que estava no veículo e também é uma das vítimas, Cláudio Aparecido Aguiar, 41 anos. As vítimas foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). De acordo com os bombeiros os passageiros tiveram apenas ferimentos leves e foram encaminhados para unidades básicas de saúde.

O passageiro Jeferson Pinheiro de Souza, 41 anos, contou que estava em pé e no momento da colisão foi empurrado pelas outras pessoas e prendeu a perna em um dos ferros do ônibus. “Não consigo me mexer e estou com muita dor na perna e no pescoço”, disse. Já Patrícia do Nascimento Pereira, 29 anos, que também estava em pé e teve luxação na perna esquerda, contou o desespero das pessoas. “Foi terrível! Era gente caindo um em cima do outro e as pessoas gritando sem saber o que tinha acontecido”.

O diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Rudel Trindade, garantiu que o ônibus envolvido no acidente, da linha 116, não estava com lotação máxima que é de 80 passageiros. “Sempre fazemos esse controle”.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Familiares de mulher que teve o corpo furtado realizam terceiro sepultamento com medidas de seguranç
FIM DA ANGÚSTIA

Familiares de mulher que teve o corpo furtado realizam terceiro sepultamento

MEIO AMBIENTE

Ministro contraria Ibama e diz que plantação em área indígena não é ilegal

Ambulância é arrombada e furtada  em pátio da Central de Regulação
CAMPO GRANDE

Ambulância é furtada em pátio da Central de Regulação

Goleiro Jefferson afirma não ter sido chamado para seleção por racismo
FUTEBOL

Goleiro Jefferson afirma não ter sido chamado para seleção por racismo

Mais Lidas