sexta, 20 de julho de 2018

CONSUMO

Carne cara turbina inflação que atinge 0,91% na Capital

5 NOV 2010Por Carlos Henrique Braga14h:35

Campo Grande registrou o segundo maior índice de inflação do ano, em outubro, de 0,91%. A mais alta de 2010 até agora foi registrada em janeiro de 1.34%. A carne é, como no mês passado, a culpada pelo aumento nos preços. Segundo o pesquisador do Núcleo de Pesquisas Econômicas da Universidade Ahanguera-Uniderp, Francisco dos Reis Neto, a infação fugiu do controle, após meses em patamares baixos.

A elevação dos preços de cortes de carne bovina deve continuar. Neste ano, os alimentos ficaram 8,84% mais caros. No acumulado, a inflação na Capital é de 4,46%, superior, com folga, à do ano passado inteiro (3,29%).

A carne mais salgada no varejo é reflexo da falta de bois prontos para abate. Nos últimos anos, pecuaristas abateram fêmeas (matrizes) para compensar perdas e reduziram animais nos pastos. A escassez ficou mais grave nesta entressafra de pastos mais secos pela falta de chuvas.

Animais valorizados aumentam lucros dos produtores: em outubro, a arroba do boi gordo ultrapassou R$ 100, preço recorde, e se mantém em R$ 102. Na bolsa de valores, o animal é vendido a R$ 110/@, no mercado futuro.

Leia Também