Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PESQUISA

Carnaval fraco da Capital movimentará R$ 14,6 milhões

26 FEV 14 - 00h:00PAULA VITORINO

Gastar pouco e curtir o feriadão fora da tradicional folia. Esse deve ser o perfil da maioria dos campo-grandenses neste Carnaval, aponta pesquisa feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio/MS) e Fundação Manoel de Barros. Para a economia, a movimentação financeira estimada é fraca: cerca de R$ 14,6 milhões entre os foliões que vão ficar na Capital (64%) e R$ 33 milhões para quem vai viajar, seja para o interior ou outros estados.

“É um valor inexpressivo para a economia se comparado com outras datas. O campo-grandense deve aproveitar o feriadão mais para descansar”, afirma o economista da Fundação, José Francisco dos Reis. Mesmo somando os valores que devem ser gastos na Capital e fora, o montante de quase R$ 48 milhões fica muito abaixo do desembolso estimado para a terceira melhor data para o comércio, o Dia dos Namorados, que, no último ano, girou em torno de R$ 177 milhões, de acordo com a Fecomércio.

A principal explicação está no que as aparências já indicavam e a pesquisa só confirmou: a maioria dos campo-grandenses até gosta do feriadão de Carnaval, mas para descansar ou festar na casa dos amigos, longe da folia tradicional. Quando questionados sobre o que pensam em fazer na data, a maioria (17,6%) dos 400 mil entrevistados respondeu que vai ficar em casa e 12% querem passear com os amigos.

Além disso, os economistas apontam que a data da festa neste ano, já no início de março, contribuiu para o “desânimo” dos foliões. “O principal (para os números apurados) é a falta de cultura carnavalesca forte aqui. Mas a data também influenciou, porque as pessoas em março já gastaram o décimo terceiro todo, estão em ritmo normal de trabalho; quando cai no começo de fevereiro, por exemplo, a pessoa ainda está em ritmo de férias”, explica a economista da Federação, Regiane Dedé Oliveira.

Dentre as pessoas ouvidas em sete regiões da cidade, a minoria, 44,3%, declarou gostar de Carnaval e apenas 19,1% afirmaram que vão participar de bailes em clubes ou agremiações. Só 6% vão assistir aos desfiles das escolas de samba da Capital.

Entre as pessoas que vão viajar (35,9%), uma grande parcela preferiu destinos fora do Estado (25,7%). Entre as cidades sul-mato-grossenses, Rio Verde foi a mais cotada, com 14,5% da preferência. Bonito (13,8%) e Corumbá (11,8%) vêm logo em seguida.

Economia
A média de gastos para os quatro dias de folia, entre quem vai ficar na Capital, é de apenas R$ 57. Para quem vai viajar, o valor também é baixo: R$ 230. Além do fator cultural e da data, o aumento do comprometimento da renda dos campo-grandenses também contribuiu para a economia. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Alta do PIB de 2019 permanece em 0,87%, calcula Focus

Agências da Caixa ficam abertas até mais tarde hoje
FGTS

Agências terão mais duas hora de expediente hoje

Justiça garante R$ 150 milhões em acordo para pagar trabalhadores
PROBLEMA ANTIGO

Justiça garante R$ 150 milhões em acordo para pagar trabalhadores

Novas regras para tirar CNH inicia hoje
HABILITAÇÃO

Novas regras para tirar CNH inicia hoje

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião