Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 - 12h58min

Capital receberá seis estações de ônibus na região central

1 AGO 10 - 21h:25
DANIELLA ARRUDA

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) pretende instalar seis estações de embarque e desembarque de ônibus de transporte coletivo urbano em diferentes pontos da região central da cidade. Serão instaladas estações pré-fabricadas ao custo estimado de R$ 90 mil por unidade, totalizando investimento de R$ 540 mil. A mudança está prevista em projeto de revitalização da Praça Ary Coelho, substituindo os atuais pontos de ônibus.  
Segundo informações do diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade Júnior, a ideia é que o embarque e desembarque de passageiros nos pontos da praça, hoje extremamente carregados, passem a ser feitos em estações, inspiradas no modelo de estações-tubo adotado por Curitiba (PR).  ”É o mesmo conceito, porém com características próprias, adaptadas para a realidade de Campo Grande. Nesse conceito, o passageiro paga antes de embarcar e na hora em que o ônibus chega, ele já passou a roleta. Confere mais agilidade no embarque e desembarque”, explicou.
Ainda segundo Rudel Trindade, hoje o embarque e desembarque de ônibus na Praça Ary Coelho agrega 70 mil pessoas por dia. “Aquele conceito (de pontos de ônibus, da forma como estão hoje) não atende mais à demanda“, disse. Pelas projeções da Agetran, seriam necessárias seis estações de embarque e desembarque, sendo duas por quadra, para atender a demanda de usuários do transporte coletivo na praça.
A equipe de Agetran pretende se reunir até a semana que vem com o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Planurb) para compatibilizar a ideia com o projeto de revitalização da Praça Ary Coelho. “Falta ver qual será o tamanho e a posição dessas estações, para que não interfira com as características da praça e seja harmônico com o projeto de revitalização”, informou.

Capitais
Em Campo Grande, onde o Sistema Integrado de Transporte (SIT) entrou em operação em 1992, oito terminais fazem hoje a integração dos usuários do transporte coletivo, contando ainda com um Ponto de Integração (PI), situado entre as avenidas Joaquim Murtinho, Eduardo Elias Zahran e Ceará. Cerca de 6,5 milhões de passageiros utilizam os 526 ônibus urbanos e outros 85 mil usuários são transportados pelos 15 veículos executivos (fresquinhos).
Já o sistema de transporte da capital paranaense, que foi implantado nos anos 70, transporta atualmente cerca de 1,9 milhão de passageiros, segundo informações do site Ônibus de Curitiba. A integração do sistema ocorre por meio de terminais e estações-tubo e atualmente a rede integrada de transporte de Curitiba opera com 1.877 ônibus, realizando cerca de 21 mil viagens por dia, num total de 316 mil quilômetros a cada 24 horas.
O sistema curitibano está integrado ainda com 12 municípios da região metropolitana, por meio de linhas convencionais, ônibus metropolitanos, expressos e ligeirinhos, transportando diariamente cerca de 500 mil pessoas que residem ou trabalham nas cidades vizinhas.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

Após três quedas seguidas, gasolina volta a subir em Campo Grande

Etanol apresentou redução e diesel ficou estável, segundo ANP
Candidatos chegam mais cedo por preocupação com mudança no horário
CONCURSO PÚBLICO

Candidatos chegam mais cedo por preocupação com horário

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA REGIONAL

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul

Em MS, 12 escolas estaduais oferecerão aulas em tempo integral
ENSINO MÉDIO

Em MS, 12 escolas oferecerão aulas em tempo integral

Mais Lidas