Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

problema

Candidatos estão impedidos de fazer propaganda

13 JAN 2011Por Fábio Dorta, de Dourados00h:00

Um problema burocrático está atrapalhando a vida dos quatro candidatos à Prefeitura de Dourados. Embora a campanha eleitoral tenha começado oficialmente no último dia 5 e as eleições extemporâneas estejam marcadas para 6 de fevereiro, até agora os materiais de campanha ainda não foram impressos porque os partidos e coligações ainda não receberam o registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ).

Os pedidos já deram entrada na Justiça Eleitoral em Dourados e foram encaminhados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para a Receita Federal. A expectativa é de que a situação seja regularizada ainda esta semana. Sem o número de registro no CNPJ, os partidos e coligações ficam impedidos de imprimir e distribuir material de campanha.

“A documentação já foi enviada, não apenas por nós, mas acredito que por todos que estão na disputa. Estamos esperando que o registro saia para que o material gráfico chegue às ruas, já que este tipo de propaganda é imprescindível em uma campanha”, afirmou o presidente do diretório municipal do DEM, Waldir Guerra.

Conforme o dirigente partidário, não existe uma campanha bem feita sem os adesivos, as placas, faixas e, principalmente os tradicionais santinhos. “A propaganda visual é fundamental para que os candidatos cheguem aos eleitores. Estamos até sendo cobrados neste sentido”, acrescentou Guerra.

Disputam a eleição Murilo Zauith (DEM) pela Coligação União por Dourados, formada por 15 partidos, Genival Valeretto (PMN) que conta com apoio de PTN e PHS, além de José Araújo (PSOL) e Geraldo Sales (PSDC) que concorrem com chapa pura.

Leia Também