Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Candidato do PSOL acusa o partido de proibi-lo de gravar programa

26 AGO 10 - 20h:48
Lidiane Kober

O candidato ao Senado pelo PSOL, Jorge Batista, acusa o partido de proibi-lo de gravar o programa eleitoral gratuito na televisão e no rádio. Em contrapartida, o presidente regional da sigla, Lucien Rezende, informou que o espaço está à disposição do candidato, mediante contribuição financeira para arcar as despesas com gravação. “Ele (Batista) tem dois minutos de propaganda, mas não quer ajudar a pagar a produtora, enquanto candidatos, com 20 segundos, estão contribuindo. Isso não é justo”, desabafou o dirigente da legenda.
Contrariado com o partido, Batista procurou, anteontem, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e protocolou pedido para cancelar a propaganda do PSOL, enquanto não for regulada sua situação. Ele informou que, por diversas vezes, procurou a direção da legenda a fim de resolver o impasse. “Mas eles dizem que vão me deixar gravar só quando eu falar o que eles querem”, contou. “O presidente do partido está me perseguindo porque queria o meu lugar”, acusou.
Lucien, por sua vez, disse que Batista “só critica o partido, não constrói nada e expõe o partido na mídia”. “Em vez de ele procurar a gente para conversar ele vai atrás da imprensa e se faz de vítima”, declarou. “Porque ele não conta que anda com carro adesivado com propaganda dos candidatos do PT?”, questionou.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em uma hora, temporal causa alagamentos e deixa estragos; Veja o Vídeo
CAMPO GRANDE

Em uma hora, temporal causa alagamentos e deixa estragos; Veja o Vídeo

BRASIL

Justiça nega pedido para instalação de barreiras contra o óleo no litoral de Sergipe

BRASIL

Palácio tenta 'trégua' com ala bivarista

BRASILEIRÃO 2019

Presidente do Santos quer reunião com Ceará para repudiar atos racistas

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião