Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASIL/MUNDO

Candidato ao governo é morto no México

Candidato ao governo é morto no México
29/06/2010 07:00 -


AGÊNCIA ESTADO, CIDADE DO MÉXICO

Homens armados mataram o candidato do Partido Revolucionário Institucional (PRI) ao governo do Estado de Tamaulipas, Rodolfo Torre Cantú. O ataque, que possivelmente foi realizado pelo crime organizado, afeta o clima político das eleições que acontecem no próximo domingo em vários estados mexicanos.
Torre foi assassinado ontem juntamente com outras quarto pessoas nas proximidades de Ciudad Victoria, capital de Tamaulipas, no norte do país. Este é o primeiro crime contra um candidato a governador na história recente do México.

O secretário de Governo (Interior), Fernando Gómez Mont, confirmou o crime e deu a entender que o narcotráfico estaria envolvido, ao afirmar que o homicídio “referenda a necessidade de combater o crime organizado em todas as suas frentes”.
Em 1994, o então candidato à Presidência Luis Donaldo Colosio foi assassinado, embora nesse caso não tenha havido envolvimento do crime organizado.
Torre aparecia como o primeiro colocado nas pesquisas de intenção de voto para as eleições de 4 de julho. Ele concorria pela coalizão encabeçada pelo PRI, da qual participavam os partidos Verde Ecologista e Nova Aliança.

O PRI condenou o assassinato de seu candidato e exigiu das autoridades uma “rápida investigação” do crime, enquanto o governista Partido da Ação Nacional (PAN) anunciou a suspensão das campanhas de seus candidatos em Tamaulipas.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...