Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

SAÚDE

Campo Grande tem 3.142 casos notificados de HIV

1 DEZ 2010Por VIVIANNE NUNES E EVELIN ARAUJO14h:16

Campo Grande tem, até o momento, 3.142 casos notificados de HIV positivo. São 5.329 casos registrados de 1984 até dezembro do ano passado em Mato Grosso do Sul, colocando o Estado na quarta posição de maiores incidências de Aids no país.

Para celebrar o 1º de Dezembro, Dia Mundial de Luta Contra a Aids, o Governo Estadual e a Secretaria de Estado de Saúde promovem hoje na praça Ary Coelho campanhas de prevenção com bandas de escolas, apresentações teatrais, realização de testes de Aids e distribuição de camisinhas masculinas.

Do lar, Débora Oliveira, de 34 anos, esteve na fila para realização do teste. Ela revela que um primo seu contraiu tuberculose porque estava com a imunidade muito baixa e, após realizar exames, descobriu que era soro positivo. “Ele tem a aparência tão saudável, ninguém imaginava. Ele descobriu na semana passada e somente ontem contou à família. Estou aqui para fazer o teste porque pode acontecer com qualquer um”, explica. O resultado do teste sai em 15 minutos e na barraca do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) estão duas psicólogas para fazer a triagem e conversar com quem realiza o exame antes e depois do resultado. O teste é de graça.

Em 2008 foram 248 casos registrados na Capital e em 2010 foram 119 casos. “Que esses números diminuam cada vez mais com o uso da camisinha”, diz a secretária adjunta de saúde pública, Ana Lúcia Lyrio de Oliveira. “A campanha é importante para sensibilizar a população. Existem pessoas que falam 'eu não me preocupo com isso, que Aids é coisa de gay'”, ela alerta. O vírus da Aids em Mato Grosso do Sul é transmitido, principalmente, por relação sexual e os casos estão se alastrando entre os jovens e indo para o interior do Estado. “É importante que se faça o teste de Aids, para descobrir, tratar e não transmitir”, finaliza.

 

Serviço

Durante os dias da semana, os testes são feitos pelo CTA, que é um serviço referência para realização do teste anti-HIV e outras DST. Psicólogas e enfermeiras fazem o aconselhamento pré e pós teste, com palestras de prevenção. O atendimento é sigiloso e só a pessoa que fez o exame sabe do resultado. O telefone do CTA para contato é 3314-3133.

Leia Também