Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

investimento

Campo Grande garante R$ 72,83 milhões do PAC de mobilidade urbana

13 MAR 14 - 15h:00Blog do Planalto

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quinta-feira (13) R$ 3,8 bilhões em investimentos na área de mobilidade urbana. Os recursos, que fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), serão destinados a sete estados, dentre eles Mato Grosso do Sul, que garantiu R$ 72,83 milhões para Campo Grande.

Além da Capital sul-mato-grossenses, serão beneficiados: Brasília, Goiânia, Natal, Palmas, João Pessoa e São Luís. São R$ 2,27 bilhões do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 1,58 bilhão de financiamento.

“Consideramos que era fundamental o governo federal participar ativamente dessas obras. Aí começamos a parceria e estabelecemos um critério para que a gente pudesse fazer a seleção: as obras deviam resultar na ampliação de uma rede de transporte coletivo de alta capacidade. Portanto, são obras que propiciam segurança com rapidez e que buscam a integração dos diferentes modais para que a gente pudesse obter tarifa justa”, disse a presidente.

Mato Grosso do Sul
Mato Grosso do Sul vai receber R$ 72,83 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana para elaboração de projetos e aquisição de equipamentos. Os recursos são do OGU. Além da verba anunciada hoje, o Estado tem investimento de R$ 243,78 milhões para três empreendimentos de mobilidade do PAC.

Tocantins
O Tocantins receberá R$ 466,2 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana, com R$ 227,7 milhões do OGU e R$ 238,5 milhões de financiamento público com juros subsidiados. Os recursos serão disponibilizados à prefeitura de Palmas para obras de BRT, corredores e terminais de ônibus e sistema de informação.

Entre as obras, o governo federal irá apoiar a implantação do BRT Palmas com investimentos de R$ 386,37 milhões, sendo R$ 173,97 milhões do OGU e R$ 212,4 milhões de financiamento público. A obra terá 27,19 quilômetros de extensão no sentido norte-sul do principal eixo estruturante do transporte público da cidade.

Goiás
Goiás receberá R$ 570,4 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana, com R$ 250,4 milhões do OGU e R$ 320 milhões de financiamento público com juros subsidiados. Para o governo do estado serão destinados R$ 25 milhões e para a prefeitura de Goiânia R$ 545,4 milhões. Além dos R$ 570,4 milhões anunciados nesta quinta-feira, o estado do Goiás tem investimentos de R$ 1,78 bilhão em quatro obras de mobilidade urbana do PAC Grandes e Médias Cidades. Entre as obras, o BRT Norte-Sul receberá R$ 390 milhões para implantação de 22 quilômetros de faixas exclusivas de ônibus, construção de estações de embarque e desembarque específicas e novo modelo operacional de linhas.

Rio Grande do Norte
O Rio Grande do Norte receberá R$ 335 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana. Os recursos são do OGU distribuídos da seguinte forma: R$ 311,65 milhões destinados para a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e R$ 23,12 milhões para a prefeitura de Natal. Além dos R$ 335 milhões anunciados, o Rio Grande do Norte tem investimentos de R$ 1,36 bilhão em dez obras de mobilidade urbana do PAC. Entre as obras R$ 311,65 vão para a modernização dos Sistemas de Trens Urbanos de Natal já existentes e adequação da via permanente. A obra terá 21,3 quilômetros de extensão.

Distrito Federal
O Distrito Federal vai receber R$ 1,59 bilhão do Pacto da Mobilidade Urbana, sendo R$ 795 milhões do OGU e R$ 795 milhões de financiamento público. Os recursos são para obras do BRT Eixo Norte e metrô e aquisição de trens para o metrô e VLT. Além dos R$ 1,59 bilhão anunciados, o Distrito Federal tem investimentos de R$ 2,8 bilhões em seis obras de mobilidade urbana do PAC.

Maranhão
O Maranhão vai receber investimentos de R$ 245,08 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana. Desse total, R$ 155,08 milhões são do OGU e R$ 90 milhões de financiamento público. A prefeitura de São Luis irá receber R$ 57,78 milhões do OGU para a obra do BRT e elaboração de oito projetos de VLT, BRT e faixas exclusivas de ônibus. Além dos R$ 245,08 milhões anunciados, o estado já tem investimentos de R$ 818 milhões para obras de mobilidade urbana do PAC.

Paraíba
A Paraíba recebe investimento de R$ 566,82 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana. Deste total, R$ 376,8 milhões são do OGU e R$ 190 milhões de financiamento. Os recursos estão destinados para as obras do VLT Metropolitano, implantação de novas vias e corredores de ônibus. Além dos R$ 566,82 milhões anunciados nesta quinta, o estado tem investimentos de R$ 635,07 milhões em obras de mobilidade urbana do PAC. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

RIO DE JANEIRO

Reforma é concluída e pista do Santos Dumont volta a operar normalmente

Psita ficou fechada por quase um mês
Árvores em contato com fiação podem causar incêndios e choque elétrico
DIA DA ÁRVORE

Árvores em contato com fiação podem causar incêndios e choque elétrico

Em período de reprodução de aves, mulher é presa por roubar periquitos
MULTA DE R$ 10 MIL

Mulher é presa por roubar periquitos em ninho

ESTADO GRAVE

Policial Militar é baleado na cabeça com tiro de fuzil durante abordagem

Tiros foram de armas de longo alcance contra grupo de policiais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião