domingo, 22 de julho de 2018

TECNOLOGIA

Campo Grande avança na era digital implementando serviços

2 JAN 2011Por da redação20h:28
“Fechamos o ano com um ótimo desempenho”. A declaração é do diretor-presidente do Instituto Municipal de Tecnologia da Informação – IMTI, João Yamaura ao fazer  balanço do ano e descrever as ações, sistemas e projetos realizados através do IMTI no ano de 2010, bem como dos projetos ainda em andamento.

Na questão da prestação de serviço, o ano de 2010 foi de contratação de profissionais especializados, com o desenvolvimento e implantação de diversos sistemas, análises e acompanhamento de novas ações e profissionais que realizam atendimentos durantes os sete dias da semana 24 horas por dia.

Neste ano também foram implementados serviços de atendimento, um Help desk voltado para abertura de Ordem de Serviço para manutenção de equipamentos e outro Help Service voltado para o acompanhamento e reparo no funcionamento dos sistemas da Prefeitura, o que significou mudanças na estrutura para que fosse possível atender sempre melhor nosso cliente. “Com todas essas ações desempenhadas com muito trabalho, nosso objetivo é buscar sempre a satisfação do nosso usuário em nossos atendimentos” esse é o desejo de João Yamaura e toda sua equipe que vê o IMTI como uma empresa pública sólida.

Campo Grande Digital

O projeto Campo Grande Digital assegura ao cidadão o acesso a informações e serviços eletrônicos para facilitar o seu acesso e, assim, desburocratizar os processos públicos, bem como promover a democratização de acesso à internet gratuita por meio de infraestrutura de telecomunicações própria em toda a cidade, assim estamos preparando o munícipe para um futuro cada vez mais exigente.

Esse projeto permitiu a criação da estrutura da Rede Municipal de Alta Velocidade – Remav. E com a implantação da Remav, Campo Grande possui hoje a maior infraestrutura de internet de rede privada do país contando, com mais de 300 locais de acesso, gerando uma economia de gastos para o município em link de internet.
Através desta rede, tornou-se possível interligar toda a estrutura da prefeitura, através de links de rádio e fibra ótica, desta forma unidades como Ceinf, escolas municipais, secretarias, incubadoras, postos de saúde, entre outros estão todos conectados a Remav.

Campo Grande conta hoje com uma infraestrutura de tecnologia da informação organizada, uma rede que utiliza meios físicos como enlaces de rádio e fibras, para troca de dados com alto desempenho, rumo ao progresso na área de modernização tecnológica. O IMTI é o responsável por essa rede coordenando o projeto de implantação, manutenção e suporte, possuindo uma equipe que monitora a disponibilidade dos links, a qualidade dos sinais, oferecendo suporte para qualquer eventualidade em qualquer uma das localidades que fazem parte da Remav de forma ágil e independente.

Essas iniciativas vêm sempre atreladas ao acesso a serviços via Internet, onde são disponibilizados no site da Prefeitura www.capital.ms.gov.br, ou seja, colocando em prática um sistema de Governo Eletrônico – eGov facilitando trâmites para o cidadão.

No que se refere à inclusão digital, foi lançado em 2010 o programa Internet Morena que disponibiliza a população sinal de acesso gratuito à internet via wi-fi, na etapa inicial do projeto foram implantados esses acessos gratuitos em três pontos da capital, na praça Ary Coelho, na Feria Central e no Ponto de Integração Avedis Balabanian, em frente à Escola Hércules Maymone. Em 2011 esses pontos de acesso grátis serão ampliados.

Parcerias

Os trabalhos são reconhecidos pelos convites para exposições em eventos nacionais participando como “case” de sucesso no Eu ESRI 2010 – I Encontro de Usuários ESRI Brasil, apresentando a metodologia de desenvolvimento do Sistema Municipal de Geoprocessamento – SIMGEO que tem como objetivo desenvolver mecanismos de produção, gestão e compartilhamento de informações georreferenciadas para planejamento, execução e a avaliação de políticas locais. Bem como a participação no 9º Congresso de Cadastro Técnico Multifinalitário e Gestão Territorial – Cobrac, no qual a Prefeitura foi referência como sucesso em ferramentas desenvolvidas para melhor gerência da cidade.

Participação por intermédio do IMTI no comitê gestor das Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa – Redecomep, sendo essa rede uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia sob a coordenação da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa – RNP que tem como objetivo a implantação de redes de alta velocidade nas regiões metropolitanas do país.

A Redecomep além de incentivar a inclusão digital e o acesso à Internet, estimulando assim a aplicação de novas tecnologias como fator de desenvolvimento do país, visa integrar nacionalmente ações de computação avançada e bibliotecas digitais por meio de uma infraestrutura óptica de alta capacidade.

Prêmios

A administração pública municipal também foi premiada e sendo reconhecida nacionalmente com o Prêmio TI & Governo 2010 pelo desenvolvimento do projeto Campo Grande Digital. O Anuário TI & Governo premia os projetos pelos quais uma instituição governamental melhorou seus serviços prestados à sociedade.

A proposta do Prêmio TI & Governo é divulgar as melhores iniciativas de governo eletrônico no Brasil sendo escolhidos os projetos por sua relevância social e por seu caráter inovador; pelo impacto que produziram na administração pública, com a melhoria dos processos, a redução de custos, o ganho de qualidade, o aumento de segurança, a oferta de novos serviços, a melhora no atendimento ao cidadão, a qualidade dos serviços prestados e a transparência.

A Prefeitura de Campo Grande  recebeu o  Prêmio “Prefeito Inovador do Serviço Público Municipal”, proposto pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC) e pela Microsoft Brasil aos governos dos municípios na categoria cidade acima de 200 mil habitantes que desenvolvem com qualidade a gestão de informação no serviço público municipal.
 

Leia Também