Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

PRAZO

Camelôs têm até dia 30 para ocupar shopping popular

18 MAI 2011Por ANA MARIA BARBOSA/TRÊS LAGOAS00h:01

Após três meses de vencido o prazo e após mais de um ano de negociações, os camelôs instalados no centro de Três Lagoas, ao longo da linha férrea, começaram a se mudar para o antigo Mercado Municipal. Segundo o promotor de Meio Ambiente, Antônio Carlos Garcia Oliveira, que exigiu a retirada dos camelôs do centro e estabeleceu um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a remoção, se não houver a transferência de local, até o dia 30, os vendedores serão multados em R$ 295,00, diariamente.

Há três meses, a prefeitura chegou a inaugurar o shopping popular, após concluir obras orçadas em R$ 1,4 milhão, porém o Corpo de Bombeiros não emitiu o laudo de segurança, liberando a ocupação, devido à falta de sistemas contra incêndio e pânico, como pintura anti-chamas, porta corta-fogo e até extintores.

As adaptações estão quase todas concluídas, segundo a representante do shopping popular, Sandra Oliveira, faltando apenas a tinta anti-chamas. Ela relatou que vários proprietários já começaram a retirar mercadorias dos boxes atuais e a mudança ocorrerá aos poucos. Embora no início os camelôs tenham reclamado do tamanho dos boxes, a avaliação é de que as vendas possam ser impulsionadas com a reunião dos camelôs em um local coberto.

O novo espaço foi implantado a partir da reforma do Mercado Municipal, localizado na avenida que circula a Lagoa Maior, e conta com uma área reformada de 2.168,98 metros quadrados, divididos em 104 boxes. O antigo mercado foi revitalizado, principalmente em sua área externa, na instalação de iluminação natural e adaptação para portadores de necessidades especiais, assim como na parte hidráulica e elétrica.

O funcionamento do shopping popular deverá resgatar a área degrada por duas décadas de abandono do mercadão, avalia a prefeita Márcia Moura. “Esta obra trará mais dignidade e valorização para a região”, afirmou.

Na mesma região, a prefeitura está instalando uma casa de artesãos e uma biblioteca pública, construída em parceria com o Governo Federal.

Leia Também