Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

escândalo

Câmara rejeita pedido de licença de Jaqueline Roriz

28 MAR 2011Por r715h:52

A Câmara dos Deputados negou o pedido de licença por tempo indeterminado feito pela deputada Jaqueline Roriz (PMN-RN). O pedido seria protocolado na última quinta-feira (24) na Terceira-Secretaria da Casa, responsável pelos assuntos relacionados à saúde dos parlamentares, mas, como não especificava quantos dias a deputada ficaria afastada, não foi aceito.

Ainda de acordo com a Terceira-Secretaria, o Departamento Médico alegou que os atestados apresentados pela deputada “não eram suficientes” para justificar uma licença por tempo indeterminado.

O órgão pediu que a deputada apresentasse um relatório detalhado sobre seu estado de saúde e se submetesse à junta médica da Casa. Como os pedidos não foram atendidos por Jaqueline, suas faltas na Câmara estão sendo registradas.

Jaqueline pediu licença da Câmara após o vazamento de um vídeo que flagra a deputada recebendo R$ 50 mil das mãos de Durval Barbosa, delator do esquema que ficou conhecido como mensalão do DEM. O vídeo teria sido gravado em 2006, quando a deputada federal concorria à uma vaga na Câmara Distrital do Distrito Federal. Segundo ela, tratava-se de dinheiro de caixa 2 de campanha.

Um inquérito aberto no STF (Supremo Tribunal Federal) apura o envolvimento da deputada no escândalo do mensalão do DEM, suposto esquema de pagamento de propina a aliados do ex-governador do DF José Roberto Arruda (ex-DEM).

Nesta segunda-feira (28), os advogados da deputada devem entregar à Corregedoria da Câmara a defesa da parlamentar no processo por quebra de decoro parlamentar.

Leia Também