Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

USINAS NUCLEARES

Câmara quer discutir situação no Brasil

Câmara quer discutir situação no Brasil
16/03/2011 00:01 - folha


Por causa dos acidentes nucleares ocorridos no Japão após os terremotos e tsunami, deputados brasileiros querem aprofundar discussões sobre a situação de usinas desse tipo aqui no Brasil.

O líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), vai propor ao presidente do Congresso, José Sarney (PMDB-AP), a criação de uma comissão mista com o objetivo de fazer uma discussão sobre as usinas já em funcionamentos e os projetos em andamento.

O tucano destaca que o plano decenal de energia do governo federal prevê a construção de novas usinas além das três do complexo de Angra dos Reis (RJ). Ele destaca que é preciso também verificar o sistema de segurança nas usinas já construídas e os planos de contingência para casos de acidentes.

"O mundo todo, sobretudo com o episódio do Japão, vai fazer essa discussão. Nós não queremos entrar no mérito da qualidade de energia, da forma de obtenção, mas é uma coisa inexorável para o Brasil, que não vai poder abrir mão de nenhuma fonte de energia. Já que é um assunto que vai ter de ser debatido, que seja debatido pelo Brasil no Congresso", disse o tucano.

Em seu blog, o deputado do PT, Carlos Zarattini (SP), também enfatizou a necessidade do debate sobre o tema. "É fundamental que façamos o debate sobre a segurança das usinas nucleares para que de fato não se crie um trauma popular que inviabilize essa fonte de energia. Devemos estar seguros, de verdade, quanto às tecnologias adotadas para que possamos ir adiante nesses projetos", disse.


 

Felpuda


A tal estratégia de jogar informações nas redes sociais com objetivo de prejudicar adversários está começando a gerar reações. Uma dessas figurinhas vai ter de explicar, na Justiça, o por quê de postagem trazendo suspeitas pesadas contra cabeça coroada, que não gostou nadica de nada de ver o seu nome sendo usado como “bucha de canhão” para fins eleitoreiros. Vem chumbo grosso por aí! E sai debaixo!...