Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CASSAÇÃO DE BERNAL

Câmara pede anulação de decisão por ‘erro técnico’

15 JAN 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

Reportagem na edição de hoje (15) do jornal Correio do Estado mostra que a Câmara Municipal impetrou agravo regimental no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), na segunda-feira (13), solicitando a reforma da decisão do desembargador João Batista da Costa Marques que, no dia 26 de dezembro, na condição de plantonista, suspendeu o julgamento da cassação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

Na petição, a Procuradoria-Jurídica da Câmara alegou que os trabalhos da Comissão Processante foram finalizados antes da sessão que jugaria o mandato do prefeito e, portanto, toda discussão do efeito suspensivo pretendido no recurso original havia perdido o objeto. Os autos de medida cautelar foram endereçados ao desembargador Hildebrando Coelho Neto que, em decisões anteriores, assegurou ao Legislativo a prerrogativa de fiscalizar e julgar o chefe do Executivo.

De acordo com o procurador-jurídico da Casa de Leis, Fernando Pineis, foi solicitada na ação, a anulação de todas as decisões relacionadas à Comissão Processante no plantão do TJ-MS. “Pedimos que seja declarada prejudicada as ações do plantão e que se mantenha a decisão de Hildebrando que julgou improcedente o pedido de efeito suspensivo contra a comissão”, declarou.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

5ª Edição da Feira Literária de Bonito começa no dia 3 de julho
LITERATURA

5ª Edição da Feira Literária de Bonito começa no dia 3 de julho

COPA AMÉRICA

Torreira compara Peru com Japão: 'Vai ser uma partida complicada para o Uruguai'

Dicas para fazer batata frita crocante e sequinha
ACOMPANHAMENTO

Dicas para fazer batata frita crocante e sequinha

Pagamentos com cartão aumentaram 17% no primeiro trimestre
ECONOMIA

Pagamentos com cartão aumentaram 17% no primeiro trimestre

Mais Lidas