Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

OPERAÇÃO URAGANO

Câmara não aceita pedido de adiamento e faz sessão que pode cassar vereador

16 MAR 2011Por Antonio Viegas/Dourados10h:56

Depois de muita discussão a presidência da mesa da Câmara de Dourados não aceitou o pedido de Junior Teixeira (PDT), de adiamento da sessão que vota sua cassação. Com isso, começou o julgamento está iniciando com a leitura do relatório final da Comissão Processante que investigou o vereador por quebra de decoro parlamentar.

Outro pedido indeferido foi a de não participação de Gino Ferreira e Dirceu Longhi, também réus no processo da operação Uragano. O detalhe é que Teixeira fará sua própria defesa, já que alegou que seu advogado pediu afastamento do caso. Ele terá duas horas para se defender e já adiantou que vai aproveitar para dizer o que é a política em Dourados e no Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também