Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

João Paulo Cunha

Câmara decide cassação na próxima semana

5 FEV 14 - 00h:00Agência Brasil

A Câmara dos Deputados decide na próxima semana se abre processo de cassação do mandato do deputado João Paulo Cunha (PT-SP), um dos condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Notificada nesta tarde da expedição do mandado de prisão de Cunha pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara decidiu reunir, no próximo dia 12, a Mesa Diretora para discutir o assunto.

Mais cedo, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse que esperaria a notificação do STF para tomar uma decisão. "Não chegou nenhuma notificação do Judiciário do que lá se passou, da decisão tomada. Temos que esperar a comunicação judicial e, na hora que ela chegar, a mesa vai se reunir e apreciar o processo", disse, então, Alves.

Assessores de João Paulo Cunha informaram à Agência Brasil que o deputado está reunido com seu advogado e que, no fim da tarde, participará de ato em frente ao Supremo.

Ontem (3) João Paulo almoçou com 30 militantes do PT, acampados no estacionamento do Supremo em protesto contra a condenação de petistas no esquema do mensalão. Na ocasião, o deputado reafirmou que é inocente e disse que recorrerá da condenação em todas as instâncias, inclusive organismos internacionais.

O parlamentar foi condenado a seis anos e quatro meses de prisão, em regime semiaberto, por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CONVIDADO PARA PALESTRAR

Bretas barra viagem de Temer a Oxford

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta sexta-feira: "Normas para todos"

ARTIGO

Ângela Maria Costa: "A falácia da participação popular"

Integrante do Conselho Municipal de Educação
OPINIÃO

João Badari: "Concessão de aposentadoria poderá ficar mais difícil"

Advogado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião