Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

JOÃO PAULO CUNHA

Câmara decide cassação na próxima semana

Câmara decide cassação na próxima semana
05/02/2014 00:00 - Agência Brasil


A Câmara dos Deputados decide na próxima semana se abre processo de cassação do mandato do deputado João Paulo Cunha (PT-SP), um dos condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Notificada nesta tarde da expedição do mandado de prisão de Cunha pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara decidiu reunir, no próximo dia 12, a Mesa Diretora para discutir o assunto.

Mais cedo, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse que esperaria a notificação do STF para tomar uma decisão. "Não chegou nenhuma notificação do Judiciário do que lá se passou, da decisão tomada. Temos que esperar a comunicação judicial e, na hora que ela chegar, a mesa vai se reunir e apreciar o processo", disse, então, Alves.

Assessores de João Paulo Cunha informaram à Agência Brasil que o deputado está reunido com seu advogado e que, no fim da tarde, participará de ato em frente ao Supremo.

Ontem (3) João Paulo almoçou com 30 militantes do PT, acampados no estacionamento do Supremo em protesto contra a condenação de petistas no esquema do mensalão. Na ocasião, o deputado reafirmou que é inocente e disse que recorrerá da condenação em todas as instâncias, inclusive organismos internacionais.

O parlamentar foi condenado a seis anos e quatro meses de prisão, em regime semiaberto, por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro.

Felpuda


É grande a expectativa em torno de qual foi a justificativa de conhecida figura que beneficiou sujeito, e este, aproveitando a, digamos, boa vontade demonstrada, simplesmente “sumiu do mapa”. Órgão nacional pediu explicações para o “benfeitor”, e o prazo já venceu. Como as decisões por lá não ficam escondidas do distinto público, logo, logo, a curiosidade deverá ser contemplada. É esperar para conferir!