segunda, 16 de julho de 2018

Câmara cria nova comissão contra Artuzi e processa vice

20 OUT 2010Por Fábio Dorta, de Dourados01h:30



A Câmara Municipal de Dourados aceitou na sessão ordinária de ontem o pedido de instalação de comissões processantes contra o prefeito Ari Artuzi (sem partido) e o vice-prefeito Carlinhos Cantor (PR), feito anteontem pelo Comitê Regional de Defesa Popular, com base nas investigações da Operação Uragano da Polícia Federal. Artuzi e Cantor estão afastados dos cargos e poderão ter o mandato cassado.
A Comissão Processante (CP) contra Cantor será presidida pelo vereador Wálter Hora (PPS). O relator será o democrata Alan Guedes e o terceiro integrante, Pedro Pepa (DEM). Já o presidente da CP contra Artuzi será Laudir Munaretto (PMDB), Alan Guedes será relator e Cido Medeiros (DEM), integrante.
O Comitê denunciou Artuzi e Cartor por falta de decoro e corrupção. As primeiras reuniões das comissões processantes irão acontecer ainda esta semana. A Câmara vai solicitar à Polícia Federal e ao Ministério Público Estadual (MPE) informações sobre as investigações contra o prefeito e o vice, para embasar os trabalhos.

Duas investigações
O prefeito Ari Artuzi tem agora contra si duas comissões processantes no legislativo. A primeira, instalada no mês passado, foi baseada na CPI da Saúde da própria Câmara, que apontou indícios de diversas irregularidades nas movimentações financeiras e em contratos efetuados pela Secretaria Municipal de Saúde.
O prefeito deveria ter apresentado defesa segunda-feira, mas o advogado Carlos Marques disse que não foram enviados todos os documentos que constam da acusação. Ontem, o presidente da CP, Elias Ishy (PT), e a assessoria jurídica do legislativo decidiram que irão atender ao pedido de Marques e, assim que a documentação for entregue, prorrogar o prazo para a defesa.

Leia Também