segunda, 16 de julho de 2018

DOURADOS

Câmara aprova mais duas processantes, Artuzi e Cantor serão investigados

19 OUT 2010Por FÁBIO DORTA, DOURADOS16h:45

A Câmara Municipal de Dourados aceitou na sessão ordinária de ontem o pedido de instalação de comissões processantes contra o prefeito Ari Artuzi (sem partido) e o vice-prefeito Carlinhos Cantor (PR) feito anteontem pelo Comitê Regional de Defesa Popular com base nas investigações da Operação Uragano da Polícia Federal. Os dois, que estão afastados dos cargos, poderão ter os mandatos cassados.

Durante a sessão foram escolhidos os membros. A Comissão Processante (CP) contra Cantor terá como presidente o vereador Wálter Hora (PPS), relator Alan Guedes e membro Pedro Pepa, ambos do DEM. Já o presidente da CP contra Artuzi será presidida por Laudir Munaretto (PMDB), Alan Guedes será relator e Cido Medeiros (DEM) membro.

As denúncias feitas pelo Comitê são de falta de decoro nos cargos e corrupção. As primeiras reuniões das comissões processantes irão acontecer ainda esta semana. A Câmara vai solicitar à Polícia Federal e ao Ministério Público Estadual (MPE) informações sobre as investigações contra o prefeito e o vice com o objetivo de embasar o trabalho das duas comissões processantes.

Duas investigações

O prefeito Ari Artuzi tem agora contra si duas comissões processantes abertas no legislativo. A primeira, instalada no mês passado, foi baseada na CPI da Saúde da própria Câmara que apontou indícios de diversas irregularidades nas movimentações financeiras e em contratos efetuados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Neste caso, o prefeito deveria ter feito anteontem a entrega de sua defesa, mas o advogado dele Carlos Marques, disse que não foram enviados todos os documentos que constam da acusação, para que a defesa possa ser efetuada. Ele acusa a comissão ter enviados informações incompletas.

Ontem o presidente CP Elias Ishy (PT) e a assessoria jurídica do legislativo decidiram que irão atender ao pedido de Marques e, com isso, assim que a documentação for entregue, Artuzi ganhará novo prazo para apresentar a defesa.

Leia Também