CIDADES

Calor, tempo nublado e chuvas no feriado

Calor, tempo nublado e chuvas no feriado
01/04/2010 21:36 -


Quem aproveitar o feriado para frequentar os balneários, rios e pesqueiros no interior de Mato Grosso do Sul vai enfrentar calor, tempo nublado e pancadas de chuva isoladas, conforme preveem os institutos de meteorologia.

De acordo com o meteorologista Natálio Abraão Filho, da estação meteorológica da universidade Anhaguera/Uniderp, amanhã o tempo fica parcialmente nublado com calor e áreas de instabilidade à tarde. Há previsão de chuva para todo o Estado, exceto na região sul. Amanhã, o dia amanhece nublado nas regiões norte e central do Estado. À tarde chove nas regiões Norte, Nordeste e Leste.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as temperaturas devem oscilar entre 18 e 35 graus em todas as regiões do Estado e só devem baixar entre domingo e segunda-feira, quando uma frente fria vinda do Paraguai pode provocar temporais nas regiões de fronteira.

Em Bonito, Jardim e Rio Verde de Mato Grosso, onde ficam os balneários mais procurados por turistas durante o feriado, o índice de radiação ultravioleta deve oscilar entre 10 e 11, em uma escala que vai de 1 a 14, de acordo com o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec). Os índíces são considerados muito alto e extremo, respectivamente, o que requer cuidados na exposição aos raios solares. (BG)

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".