Terça, 20 de Fevereiro de 2018

ESTIMATIVA

Cálculo dos prejuízos sofridos pela região serrana do Rio deve durar mais de um ano

15 JAN 2011Por AGÊNCIA BRASIL00h:30

O vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, disse que deve durar mais de um ano o prazo para o levantamento do prejuízo provocado pela tragédia que atingiu os municípios da região serrana do estado. Segundo ele, “não se tem como precisar recursos para recuperar as cidades a curto prazo”.

Ele e o governador Sérgio Cabral disseram antemontem  à presidente Dilma Roussef, durante sua visita ao estado, que não adianta discutir neste momento volume de recursos para reerguer as cidades da região serrana atingidas pela enxurrada.

 Pezão afirmou também que a maior dificuldade será preparar um programa habitacional, devido à dificuldade de encontrar terrenos planos na região.

Já o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que conseguiu liberar meia pista de parte da RJ-142, retirando 25 barreiras no trecho que liga os distritos de Muri a Lumiar, conseguindo assim mais uma opção de acesso até Nova Friburgo.

O DER conseguiu liberar o trecho da RJ-142 que liga Lumiar a Casemiro de Abreu. As equipes de emergência continuam trabalhando na RJ-142 para liberar totalmente a rodovia.

Policiais militares do Batalhão de Polícia Rodoviária estão orientando os motoristas no trecho entre Muri e Lumiar, já que o tráfego está sendo feito em apenas meia pista, com passagem para um veículo por vez.

Leia Também