Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Mistério

Caixão funerário boia no Rio Anhanduí

2 JUL 10 - 07h:19
Silvia Tada

Um caixão foi encontrado no Rio Anhanduí, em Campo Grande, na altura da Rua Graciliano Ramos, no Conjunto Aero Rancho, ontem pela manhã. O objeto estava vazio, conforme constatou o Corpo de Bombeiros. Dezenas de curiosos acompanharam o “resgate” do material, cuja tampa estava a cerca de 40 metros abaixo. Uma luva cirúrgica estava sobre a urna de madeira.
Por volta das 7h30min, policiais militares do 10º Batalhão foram chamados para verificar um possível cadáver no Rio Anhanduí. Ao chegar ao local indicado, encontraram o caixão virado para baixo, semicoberto pela água. O mistério, que chamou a atenção de populares, era saber se havia alguma coisa dentro do objeto.
Bombeiros desceram até o rio e, ao desvirar o féretro, constataram que estava vazio. A tampa também foi resgatada e a Polícia Civil seria acionada para saber se faria ou não a perícia do material. Por fora, o caixão estava inteiro, com uma das alças quebradas. Dentro, havia tiras do revestimento interno.
“Aparentemente, trata-se de um caixão simples e velho. O tecido de dentro está corroído. Não há denúncia de nenhum sumiço e vamos encaminhar o caso para a Polícia Civil”, relatou um policial militar que atendeu a ocorrência.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PSG confirma lesão muscular e Neymar vira desfalque por um mês
ATACANTE

PSG confirma lesão muscular e Neymar vira desfalque por um mês

CAUSOU POLÊMICA

Patricia Abravanel diz que marido tem de perdoar traição se houver arrependimento

ESPORTES

Brasil é ouro em mundiais de Ginástica Artística e Boxe

Arthur Nory e Bia Ferreira conquistam medalhas importantes
Na volta do feriado, acidente mata "Baiano", empresário da Capital

Na volta do feriado, acidente mata "Baiano", empresário da Capital

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião