Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Caixa lança editais de patrocínio à cultura

19 ABR 10 - 07h:31
Brasília

A Caixa Econômica Federal anuncia hoje, na Caixa Cultural Rio de Janeiro, o conteúdo de quatro editais de apoio a projetos culturais para 2011. A novidade este ano é a criação do Programa Caixas de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro, em substituição aos programas de Adoção de Entidades Culturais e de Revitalização do Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro. Além do novo edital, serão publicados também o de Ocupação dos Espaços Culturais da Caixa, o de Apoio ao Artesanato Brasileiro e o de Festivais de Teatro e Dança. Ao todo são R$ 33,1 milhões em investimento cultural.

Um dos diferenciais deste ano é que as inscrições de projetos para todos os programas passam a ser por meio de formulário eletrônico. Todas as informações necessárias para a inscrição de projetos estarão disponíveis no regulamento de cada programa, no site www.caixa.gov.br/caixacultural.
O Edital 2011 de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro vai destinar R$ 3 milhões para patrocínio de projetos de preservação, acessibilidade e divulgação do patrimônio cultural nacional. O valor máximo de patrocínio por projeto será de R$ 400 mil. As inscrições vão de 31 de maio  a 30 de julho de 2010 e o resultado da seleção será divulgado até 29 de novembro.

Já o Programa de Ocupação dos Espaços da Caixa Cultural investirá R$ 26 milhões na seleção de projetos para ocupação dos espaços localizados em Brasília, Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, para formação da pauta no período de janeiro a dezembro de 2011. O valor máximo de patrocínio por projeto será de R$ 300 mil.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o horóscopo deste domingo
ASTRAL

Confira o horóscopo deste domingo

CORREIO RURAL

Fertilizantes: código de uso sustentável recomenda boas práticas

BRASIL

Falta de objetividade na Justiça tem custo alto, diz Alexandre de Moraes

BRASIL

Presidente do Sindicato dos delegados de PF critica Bolsonaro

Mais Lidas