Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

CRÉDITO

Cai aceitação do cheque como forma de pagamento

21 OUT 2010Por Infomoney16h:17

A aceitação do cheque como forma de pagamento caiu nos últimos dois anos, como mostra pesquisa feita pela Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) e Datafolha. Comparando com as outras formas de pagamento, o cheque foi a que apresentou a maior queda em aceitação desde 2008. Naquele ano, 58% dos estabelecimentos comerciais aceitavam essa forma de pagamento. Em 2009, 53% do comércio aceitava essa forma de pagamento. Neste ano, o percentual caiu para 51%.

Outra forma de pagamento que também caiu em aceitação foi o débito automático em conta, que era aceito por 28% dos estabelecimentos em 2008 e agora é aceito por 21%. No ano passado, 21% aceitavam essa forma de pagamento.

Outros meios

Os cartões de benefícios, hoje, são aceitos por 22% do comércio, o mesmo percentual verificado no ano passado. Em 2008, 23% dos estabelecimentos comerciais aceitavam esse tipo de cartão. O dinheiro, por sua vez, é unanimidade dentre os lojistas, com 100% de aceitação em todos os anos analisados.

Considerando os meios eletrônicos, a aceitação dos cartões de débito e crédito ultrapassam os 95% em todos os anos, sem grandes variações entre 2008 e 2010. Hoje, 97% dos lojistas aceitam cartão de crédito, mesmo percentual verificado em 2009. Em 2008, 96% aceitavam a moeda de plástico.

O cartão de débito foi aceito por 99% do comércio em 2008 e 2009. E esse percentual se mantém neste ano. Neste ano, os cartões de loja são aceitos por apenas 2% dos estabelecimentos comerciais, mesmo percentual de 2008. No ano passado, 3% aceitavam essa forma de pagamento.

Preferência

Apesar da grande aceitação dos lojistas dos meios eletrônicos de pagamento, se pudessem escolher, eles prefeririam mesmo receber em dinheiro.

O levantamento mostra que, neste ano, 74% dos estabelecimentos comerciais preferem receber em dinheiro, ao passo que apenas 8% optaram por cartão de crédito e 15% por cartão de débito.

Apenas 1% dos estabelecimentos consultados pelos pesquisadores têm o cheque como forma de pagamento preferida.

Embora prefiram o dinheiro, os meios eletrônicos de pagamento têm maior participação no faturamento dos estabelecimentos, representando 55% do total. Somente o cartão de crédito representa 35% do faturamento. Já a representatividade do dinheiro alcança os 32%. O cheque, por sua vez, tem a menor participação, de 4%.
 

Leia Também