Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

Cadela ferida por ex-funcionário do cantor Thiaguinho pode ficar surda

2 JUL 2012Por r714h:50

A cadelinha vira-lata atingida por uma bomba atirada no último sábado (30), pelo então funcionário da equipe do cantor Thiaguinho, em Sumaré (SP) deve ficar surda mesmo após receber tratamento. A informação foi dada pelo responsável por socorrer o animal, César Rocha, em seu perfil no Facebook. Segundo o protetor Rocha, vice-presidente da UPA (União Protetora dos Animais) de Campinas, cidade próxima de Sumaré, a cadela sofreu perfuração nos tímpanos, "teve vários dentes arrancados com raiz, descolamento de gengiva, queimadura em toda língua e céu da boca".

Thiaguinho anunciou em seu Twitter no domingo (1º), que já demitiu o funcionário de sua equipe que jogou a bomba no animal. Ele também afirmou, em comunicado divulgado em seu perfil no Facebook, que tem interesse em adotar a cadela, caso ela não tenha nenhum dono. O incidente aconteceu no sábado, quando o músico se apresentava na cidade. Na mesma noite, o vice-presidente da UPA recebeu a denúncia de maus-tratos. Além de levá-la a uma clínica veterinária, Rocha abriu um boletim de ocorrência no 5º DP da cidade paulista. Segundo o boletim, as características e tamanho da bomba são desconhecidos.

Testemunhas do local e funcionários de uma borracharia, que não quiseram se identificar, confirmaram a agressão. Thiaguinho soube da notícia pela manhã de domingo e averiguou com sua equipe, que o fato realmente aconteceu.  O músico anunciou que demitiu o funcionário e que pode adotar o animal. 

— Apesar de gostar muito desse funcionário, a atitude dele não me deu escolhas. Tive que demitir. Fiquei tão triste com o acontecido que quero adotar esse animal inocente... Caso ela já não tenha dono, e dar o suporte necessário. 

O pagodeiro disse ainda que o funcionário garantiu que “não tinha intenção de machucar” a cachorra.  Em comunicado oficial, ele informou que a versão do agressor é de que ele teria comprado um artefano explosivo para as comemorações juninas. Após ser jogada pela janela, a cachorra pegou a bomba, que explodiu em sua boca. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também