Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

DESACATO

Cachoeira briga com agente penitenciário

23 JUN 2012Por g108h:51

A advogada Dora Cavalcanti, que defende o bicheiro Carlinhos Cachoeira, afirmou ontem (22) que seu cliente passará por avaliação psiquiátrica após a briga com um agente penitenciário da Penitenciária da Papuda, em Brasília, na quinta (21).

"Ele não passou bem. O psiquiatra vai avaliar o que aconteceu. A briga foi por conta de um canal de televisão, uma questão irrelevante. A questão é que ele não estaria bem do ponto de vista psicológico, como uma descompensação", afirmou ao G1.

Perguntada se seu cliente estaria passando por um estresse, ela respondeu: "Ele não estava bem, foi mais do que um estresse."

Na noite de quinta-feira (21), Cachoeira foi levado à Superintendência da Polícia Federal em Brasília para prestar esclarecimentos sobre suposto desacato a um servidor do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) na Papuda, onde ele está preso desde 29 de fevereiro.

Mais cedo, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) havia negado pedido de liberdade a Cachoeira. Estavam presentes à sessão a noiva de Cachoeira, Andressa Mendonça, e outros familiares, como o pai Sebastião Ramos, o Tião Cachoeira, e um dos irmãos.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também