Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

SEM GLOBO

C13 promete R$ 100 mi ao Corinthians e vê prejuízo

10 MAR 11 - 15h:08terra

Perto de anunciar o vencedor da disputa pelos direitos de transmissão na TV aberta dos Campeonatos Brasileiros de 2012 a 2014, o Clube dos 13 promete mostrar ao Corinthians que a negociação em conjunto com as demais agremiações ainda vale a pena. O diretor executivo da entidade, Athaíde Gil Guerreiro, se mostra confiante em uma reconciliação com os "dissidentes" e espera convencer o presidente Andrés Sanchez que as conversas separadas com as emissoras não é o melhor caminho para elevar os valores recebidos. Para isso, garante que o clube do Parque São Jorge deverá embolsar cerca de R$ 100 milhões no novo contrato.

Nas contas da entidade, divulgadas em nota oficial na última quarta-feira, os direitos do Brasileiro serão vendidos por um valor acima de R$ 1 bilhão, quase o dobro do que os clubes vão faturar com a venda pela edição de 2011. Na divisão do "bolo", o Corinthians seria um dos que mais receberiam, segundo Athaíde. "O Corinthians vai ultrapassar R$ 100 milhões anuais. Eu não sei os valores em que o Corinthians está negociando, mas sei o valor da negociação em conjunta, e pelo menos R$ 100 milhões irão para os cofres do Corinthians", afirmou.

Além de se mostrar frustrado com o rompimento nas negociações de clubes importantes no cenário nacional, como Corinthians e os cariocas Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco, Athaíde lamenta a saída da TV Globo do processo de licitação por não concordar com as regras propostas pelo Clube dos 13 e pelo Cade. Segundo o dirigente, a desistência da emissora carioca enfraquece a disputa e diminui os valores que envolvem a compra dos direitos.

"A partir do momento em que a TV Globo saiu do processo licitatório, perdemos no mínimo R$ 300 milhões porque os outros concorrentes não têm mais a figura da TV Globo na concorrência", disse o dirigente, se referindo ao interesse da Record e RedeTV!. Na entrevista, Athaíde disse que a emissora carioca decidiu se desligar da disputa por não concordar com a igualdade de condições após transmitir o futebol "por muitos e muitos anos".

Na véspera do anúncio do vencedor, o diretor executivo da entidade não escondeu o sentimento em relação aos últimos acontecimentos. "Fiquei frustrado sim. Esse é o grande momento que poderíamos nos tornar independentes como entidade. O futebol vive reclamando que não tem recurso. Partimos para um padrão diferente, que este contrato de três anos (2012 a 2014) pode chegar aos R$ 4 bilhões. Este valor poderia liberar os clubes do endividamento atual e conseguir renda para pagar as despesas daqui para a frente. Tudo isso nos deixa muito preocupados".

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Governo torna sem efeito promulgação da Reforma da Previdência Estadual
ERRO

Governo torna sem efeito promulgação da Reforma da Previdência Estadual

"Profundo desrespeito às religiões cristãs", diz OAB sobre especial de Natal da Netflix
PORTA DOS FUNDOS

"Desrespeito às religiões cristãs", diz OAB sobre especial de Natal da Netflix

Comitê da Câmara aprova impeachment de Trump
PRESIDENTE DOS EUA

Comitê da Câmara aprova impeachment de Trump

Suspensão de operação da Viação São Luiz é prorrogada em quatro rotas
TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

Suspensão de operação da Viação São Luiz é prorrogada em quatro rotas

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião