Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

Bruno nega ordem para sumir com Eliza e diz que cuidará de filho

13 JUL 2012Por terra03h:00

O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes afirmou , em carta enviada nesta quinta-feira ao programa TV Verdade, da emissora mineira Alterosa, que não deu ordens para o desaparecimento de sua ex-amante, Eliza Samudio, que sumiu em 2010. Na mensagem, entregue ao programa pelo advogado Rui Pimenta, o atleta diz que cuidará do filho de Eliza, Bruninho, que ela dizia ser dele. "O Bruninho tem, sim, um pai, sempre teve, e vou honrar esse compromisso perante a sociedade."

"Te confesso, pelo sangue de Cristo Jesus, que nunca desejei, ordenei ou determinei, a quem quer que seja, o desaparecimento de Eliza Samudio", diz a carta, lida no ar. "Estou pagando já dois anos de prisão por um possível crime que não cometi e nem ordenei. Mas Deus é minha testemunha e saberá cobrar quem merece." O goleiro ainda reafirmou sua inocência. "Talvez o único erro da minha vida foi ter confiado em algumas pessoas, mas vou lutar com todas as forças para provar para o mundo que sou inocente", diz o documento.

Plano B
A edição desta semana da revista Veja publicou uma carta que seria de Bruno a Macarrão. Na correspondência interceptada, Bruno diz ao amigo que, após conversar muito com os advogados, eles chegaram à conclusão de que "a melhor forma para resolvermos isso é usando o plano B". Segundo a revista, o plano A seria negar envolvimento no desaparecimento da ex-amante de Bruno, Eliza Samudio. No plano B, Macarrão assumiria a culpa para livrar o goleiro da cadeia.

O advogado de Bruno, no entanto, polemizou ao afirmar ao jornal O Estado de S. Paulo que o "plano B" seria, na verdade, o fim do relacionamento de seu cliente com o amigo. Bruno, segundo outro advogado, nega a versão. A defesa de Macarrão ameaça processar Rui Pimenta pelas afirmações sobre a sexualidade do amigo do goleiro.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também