Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 11h26min

Bruno não joga mais pelo time do Flamengo

18 JUL 10 - 21h:46
Rio de Janeiro

Mesmo que a Justiça considere Bruno, no caso do desaparecimento da ex-amante Eliza Samudio, com quem teria um filho, inocente, ele não mais vestirá a camisa do Flamengo. A decisão foi anunciada ontem pela presidente do clube, Patrícia Amorim. “Tudo o que Bruno realizou como jogador não vai ser apagado, mas ele não vai voltar a jogar pelo Flamengo nem que seja considerado inocente em razão da exposição negativa da marca e da instituição”, afirmou.
Emocionada e ao mesmo tempo incrédula com todo esse problema, Patrícia Amorim fez um comentário assustador sobre o que um dos seus filhos lhe disse. O afastamento de Bruno, ídolo de milhões de torcedores, provocou uma reação inusitada na família da dirigente. “Meu filho de 9 anos, quando afastei Bruno, reclamou na hora e me disse: não torço mais pelo Flamengo. Se ele for preso, não vai jogar e não vou torcer mais para o Flamengo”, revelou, em entrevista exclusiva  à TV Globo.
Bruno, preso em Belo Horizonte pela acusação de sequestro e de participação no desaparecimento de Eliza Samudio, não receberá, pelo menos por enquanto, a visita de Patrícia Amorim.
A presidente comentou durante a entrevista que, ao ir ao vestiário do Flamengo após a vitória sobre o Botafogo, encontrou uma família que esperava os jogadores para pegar autógrafo. Ela ficou surpresa com o comentário de uma menina rubro-negra. Sem saber o que dizer, calou-se. “Nesse ultimo jogo, o Flamengo ganhou, fui ao vestiário e tinha uma família na porta esperando por autógrafo. Uma menina de 7 ou 8 anos pediu para tirar foto e pediu para, se eu visitar o Bruno, dizer que ela o ama. Não soube o que fazer, fiquei muda. Não sei, nesse momento não penso em visitá-lo”, encerrou.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Morador do Vila Alba reclama de cano estourado há mais de um mês
TRANSTORNOS

Morador do Vila Alba reclama de cano estourado há mais de um mês

CAMPO GRANDE

Após cometer roubos no bairro Caiobá, homem morre em confronto com a PM

Ele tinha passagens por homicídio, tráfico de drogas e roubo
Em tratamento contra a dengue, menina precisa de doação de plaquetas
SOLIDARIEDADE

Menina precisa de doação de sangue e plaquetas

Smartphone tem diferença  de preço de até R$ 550 na Capital
PESQUISA

Smartphone tem diferença de preço de até R$ 550 na Capital

Mais Lidas