Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

JUSTIÇA

Bruno chora em audiência, que é suspensa e segue em novembro

15 OUT 2010Por JORNAL DO BRASIL17h:11

Foi suspensa na tarde desta sexta-feira, no Fórum de Contagem (MG), a audiência das testemunhas arroladas pela defesa do goleiro Bruno Fernandes de Souza, acusado pela morte de sua ex-amante, a estudante Eliza Samudio, e mais oito suspeitos no caso. A audiência será retomada em novembro, quando devem ser ouvidas mais quatro pessoas. No Fórum, Bruno chorou, mas não precisou ser atendido.

A audiência será retomada apenas no próximo mês porque a juíza Marixa Fabiane Lopes entra de férias na segunda-feira. Hoje, foram ouvidos o porteiro um dos porteiros do Condomínio Turmalina, em Esmeraldas (MG), onde Bruno tem um sítio e onde Eliza teria sido mantida presa, a camareira do motel onde o atleta teria passado uma noite com sua amante Fernanda Gomes Castro e o filho de Eliza, e uma mulher relacionada apenas pela defesa de Wemerson Marques de Souza, o Coxinha.

Nesta semana, enquanto ouvia testemunhas do caso, Bruno passou mal e teve que ser atendido no Hospital Municipal de Contagem. Na metade de setembro, o goleiro desmaiou enquanto aguardava em uma cela, no Rio de Janeiro, o término dos depoimentos da audiência de instrução e julgamento no processo de sequestro e lesão corporal contra Eliza, em outubro de 2009. Ele teria tido uma crise de pressão baixa e foi atendido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Leia Também