Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

INVESTIMENTOS

Brasleiros precisam de apoio para tomar decisão

9 MAR 2011Por INFOMONEY00h:01

É comum nas pessoas a necessidade de se ter companhia. Tomar um chopp com um colega, para a grande maioria, é melhor do que ir sozinho. Assim como preferimos ir acompanhados ao cinema, a um jantar, uma festa e, no caso das mulheres, até mesmo ao banheiro.

O mesmo parece acontecer com os investidores. Uma pesquisa realizada pela LinkTrade mostra que a maioria das pessoas com recursos alocados em ações preferem não tomar decisões sozinhas.

“As pessoas gostam de sentir o apoio do outro. Isso diminui a insegurança de tomar uma decisão, afinal, se der errado, a culpa não será só dela, ela terá com quem dividir isso”, afirma a diretora da entidade, Mônica Saccarelli.

Cuidados
Mônica conta ainda que é muito comum o investidor buscar dicas e conselhos antes de decidir e, normalmente, isso é feito na internet.

“A rede foi muito boa para o mercado de capitais porque ampliou muito a quantidade e qualidade das informações. Hoje o investidor consegue acompanhar o mercado minuto a minuto. Porém a rede também tem seu lado negativo e pode trazer informações errôneas ao investidor”.

A executiva afirma ainda que, um dos problemas, é o número grande de pessoas sem informação e sem formação suficiente para indicar investimentos. “Há pessoas não qualificadas para recomendar ações fazendo isso na net. E acreditar nessas recomendações pode fazer com que o investidor amargue sérios prejuízos”.

O conselho da diretora é que, após receber uma dica não especializada, o investidor procure um profissional antes de tomar uma decisão. “Para isso serve a corretora. O investidor precisa conversar com os profissionais de lá sobre o que leu na internet, ou ouviu de um amigo, antes de tomar uma decisão. Mas as pessoas estão amadurecendo e começam a diferenciar o que é uma boa dica do que é uma enrascada”, garante Mônica.
 

Leia Também