Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Brasileiros são assassinados na fronteira

19 JUL 10 - 20h:22
Os brasileiros Noberto Duarte, 28 anos, e Charles Anderson dos Santos, 20 anos, foram mortos a tiros na noite de sexta-feira na linha internacional entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. O crime aconteceu quando ambos estavam debaixo de uma barraca, nas proximidades das ruas Dr.  Francia e Bernardino Caballero. Eles estavam sentados em volta de uma fogueira por conta do frio. Após efetuar os disparos, os criminosos fugiram para Ponta Porã.
As vítimas foram identificadas pelos familiares. Os motivos do assassinato ainda não foram esclarecidos pela Polícia Nacional. Noberto foi atingido com oito tiros, e Charles também foi atingido por cinco tiros de uma pistola nove milímetros.
De acordo com guardas noturnos que foram testemunhas do crime, os executores desceram de um carro preto que estava estacionado no lado brasileiro e descarregaram as armas nas duas vítimas.  
O irmão de Charles informou que ele vivia no distrito de Sanga Puitã, a 10 quilômetros de Ponta Porã, e vizinho da localidade paraguaia de Zanga Puita, separados apenas pela MS-156. Fontes policiais indicaram que as mortes dos dois jovens podem estar ligadas a um acerto de contas entre quadrilhas, ação comum na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. (CF)
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Estacionamento rotativo ficará mais caro em Campo Grande
REAJUSTE

Estacionamento rotativo ficará mais caro em Campo Grande

"Se Joga" é aposta comedida da Globo
TELEVISÃO

"Se Joga" é aposta comedida da Globo

Fernanda Souza e Thiaguinho se separam após mais de oito anos juntos
CELEBRIDADES

Fernanda Souza e Thiaguinho se separam após mais de oito anos juntos

Após cinco dias, lago do Parque das Nações continua pela metade
CONTA-GOTAS

Após 5 dias, lago do Parque das Nações continua pela metade

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião