Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

PESQUISA

Brasileiros estão otimistas com a economia

22 NOV 2010Por Infomoney10h:46

Os brasileiros estão mais otimistas quanto ao futuro de sua situação financeira. Pesquisa DataSenado, realizada em outubro, mostra que 61% acreditam que sua situação econômica melhorará nos próximos seis meses. E esse otimismo é maior entre os brasileiros de baixa renda.

Ao todo, 22% dos 1.325 entrevistados de todo o país acreditam que a situação deve permanecer igual ao longo dos próximos seis meses, ao passo que apenas 6% acreditam que a situação econômica da família deve piorar daqui para frente (11% não souberam ou não responderam à questão).

Futuro: por renda e região
Considerando a análise por faixa de renda, a pesquisa mostra que o otimismo alcança 64% entre os brasileiros sem renda, 63% entre aqueles com ganhos de até dois salários mínimos e 59% entre aqueles com renda entre dois a cinco salários mínimos.

Os brasileiros de maior renda também acreditam em melhora da situação financeira da família nos próximos seis meses, porém, em proporção menor que aqueles que se encontram na baixa renda. O estudo mostra que 55% daqueles com ganhos entre cinco a dez mínimos e 53% dos brasileiros que ganham mais de dez salários mínimos acreditam em melhora.

Os brasileiros mais otimistas concentram-se nas regiões Centro-Oeste e Norte, onde 71% e 65%, respectivamente, acreditam em melhora nos próximos meses. No Nordeste, o otimismo atingiu 63% dos entrevistados, ao passo que no Sudeste e no Sul, 60% e 53% dos brasileiros acreditam em melhora na situação econômica futura.

Nessas regiões, o percentual daqueles que acreditam em piora alcança os 2% no Norte e Centro-Oeste, 5% no Nordeste, 6% no Sudeste e 8% no Sul. Já aqueles que acreditam que a situação permanecerá igual representam 25% daqueles que vivem na região Sul, 24% no Norte, 23% no Sudeste, 19% no Nordeste e 18% no Centro-Oeste.

Passado: por renda e região
Para a maioria dos brasileiros (51%), a situação econômica manteve-se igual no último semestre. Outros 28% acreditam que ela melhorou e para 21%, piorou. Entre as faixas de renda, os mais otimistas são aqueles com ganhos entre cinco e dez salários mínimos (34%) e os menos otimistas, aqueles que acreditam que a situação piorou, são aqueles com ganhos de até dois salários mínimos (24%).Os brasileiros mais otimistas quanto à situação econômica dos últimos seis meses concentram-se nas regiões Norte e Centro-Oeste, onde 39% e 34%, respectivamente. No Nordeste e Sudeste, o otimismo atingiu 27% dos entrevistados, ao passo que no Sul, 25% dos brasileiros acreditam que a situação econômica melhor, considerando o último semestre.

Nessas regiões, o percentual daqueles que acreditam que houve piora alcança os 26% no Sudeste, 21% no Sul, 16% no Centro-Oeste, 15% no Nordeste e 14% no Norte. Já aqueles que acreditam que a situação permaneceu igual representam a maioria dos entrevistados, considerando as regiões: Nordeste (58%), Sul (54%), Centro-Oeste (48%), Sudeste (46%), e Norte (45%).

Leia Também