Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

CONTAS

Brasileiro passa 22 dias por mês no vermelho

26 JAN 2011Por INFOMONEY15h:18

O brasileiro passa mais de dois terços do mês com a conta no vermelho. De acordo com dados da Nota de Política Monetária do Banco Central divulgada hoje, os usuários de conta-corrente permanecem, em média 22 dias por mês utilizando o limite de cheque especial disponibilizado pelo banco.

A pesquisa aponta que, de março de 2010 até dezembro, o prazo médio mensal de utilização do limite de cheque especial ficou em 22 dias. Antes disso, em janeiro e fevereiro de 2010, o prazo tinha sido de 21 dias.

Descontrole
Mesmo com os altos juros e havendo outras alternativas disponíveis, uma grande parcela dos brasileiros ainda usa o cheque especial para fechar as contas mensais. A maioria considera o limite como parte da renda, o que pode acabar levando ao descontrole e, consequentemente, ao endividamento.

Especialistas salientam que as menores taxas costumam estar disponíveis para clientes de alta renda. Portanto, ao precisar de um dinheiro extra, só se deve recorrer ao cheque especial quando não houver outra saída. Alternativas como desconto em folha (empréstimo consignado) e crédito pessoal costumam ser mais baratas.

Saindo das dívidas
Para aqueles que já estão com dívidas no cheque especial, o empréstimo consignado ou crédito pessoal podem ser formas de diminuir a taxa de juros e assim, “trocar a dívida cara por uma mais barata”. Quem fizer essa opção deve analisar com atenção o contrato feito com o banco e o valor da taxa cobrada pelo empréstimo.

Outra forma de evitar novos problemas é pedir que a instituição cancele essa linha de crédito, encerrando o limite do cheque especial. Para isso, porém, é necessário que o cliente negocie seus débitos atuais com o banco.
 

Leia Também