Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MUNDO

Brasileiro faz contra, mas Bayern goleia no Alemão

Brasileiro faz contra, mas Bayern goleia no Alemão
01/03/2014 16:22 - Folhapress


Mesmo com um gol contra do lateral brasileiro Rafinha, o Bayern de Munique emplacou a sua terceira goleada seguida no Campeonato Alemão ao fazer 5 a 1 no Schalke, hoje, em casa, pela 23ª rodada da competição.

No entanto, quando o ala direito convocado por Luiz Felipe Scolari para o amistoso contra a África do Sul, na próxima quarta-feira, jogou a bola contra as próprias redes, o placar já apontava 4 a 0 para o atual campeão mundial interclubes.

Líder disparado na tabela, a equipe de Munique soma agora 65 pontos e está a cinco vitórias de ser bicampeã. Já o Schalke, que vinha de uma goleada para o Real Madrid no meio de semana pela Liga dos Campeões, ficou com 41, na quarta posição.

O destaque do jogo foi Robben, autor de três gols do time, sendo dois no primeiro tempo e um já nos minutos finais, de pênalti. Mandzukic e Alaba fizeram os outros dos donos da casa. Já os visitantes, com o revés, podem ser ultrapassados caso o Wolfsburg vença o Hoffenheim amanhã.

Também nesta tarde, o Borussia Dortmund venceu o Nuremberg por 3 a 0, em casa. Hummels, Lewandowski e Mkhitaryan anotaram os gols da equipe, que chegou aos 45 pontos e tomou a vice-liderança do Bayer Leverkusen, derrotado por 1 a 0 pelo Mainz 05.

Os resultados da 23ª rodada do Alemão:
Hoje
Augsburg 1x1 Hannover
Braunschweig 1x1 Borussia M'gladbach
Werder Bremen 1x0 Hamburgo
Bayer Leverkusen 0x1 Mainz 05
Borussia Dortmund 3x0 Nuremberg
Bayern de Munique 5x1 Schalke

Amanhã
Hoffenheim x Wolfsburg
Eintracht Frankfurt x Stuttgart
 

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...