Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sábado, 23 de fevereiro de 2019 - 18h05min

Brasil volta pra casa

3 JUL 10 - 00h:10
PORT ELIZABETH, África do Sul

O Brasil está fora da Copa do Mundo da África do Sul. Uma derrota de virada por 2 a 1 para a Holanda, ontem, significou a segunda eliminação consecutiva do país nas quartas de final de um Mundial.
O time brasileiro, comandado pelo técnico Dunga, mais uma vez é derrubado após conquistar títulos menores e falhar na hora decisiva, assim como a equipe de Carlos Alberto Parreira quatro anos atrás.

O volante Felipe Melo foi do céu ao inferno na partida, e sua expulsão aos 28 minutos do segundo tempo por uma agressão a Arjen Robben foi a imagem da eliminação brasileira. Depois de ter dado ótimo passe para Robinho abrir o marcador no começo do confronto, o jogador entrou em ruína ao fazer o gol contra que deu o empate à Holanda na etapa final e levou o cartão vermelho direto por um pisão no adversário.

Depois de um primeiro tempo em que foi superior em campo desde o princípio, e desperdiçou oportunidades de ampliar o marcador, o Brasil teve na etapa final sua pior atuação no Mundial. O meia Wesley Sneijder liderou a merecida vitória holandesa. Além de ter marcado o gol da vitória, saiu dele o chute que Felipe Melo desviou de cabeça para o próprio gol em uma jogada em que o volante se atrapalhou com o goleiro Julio César.

“Acho que nessas horas tem que saber reagir, o mundo não acaba...Acho que no segundo tempo eles mereceram o resultado. Acho que o primeiro gol deu um baque na equipe. Um lance que eu acabei ali com um pouco de dúvida com o Melo”, disse o goleiro Julio César, emocionado, após o jogo.
Sneijder revelou que os holandeses voltaram focados para o segundo tempo. “No vestiário, todos dissemos uns aos outros ‘vamos dar tudo’ e foi o que fizemos. Lutamos uns pelos outros”, afirmou o meia da Inter de Milão.

“No segundo tempo colocamos muita pressão na defesa deles e marcar duas vezes foi fantástico.”
A derrota repete a campanha do Brasil na Copa do Mundo da Alemanha, há quatro anos, quando a equipe deu adeus também nas quartas de final ao perder por 1 a 0 para a França. Da mesma forma que o ciclo anterior, desta vez o Brasil era o atual campeão da Copa América e da Copa das Confederações.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Governo informa que dois caminhões com ajuda entraram na Venezuela

BRASIL

Bolsonaro resgata medidas rígidas que foram propostas pelo PT

Comercial tropeça para Costa Rica e adia classificação
ESTADUAL 2019

Comercial tropeça para Costa Rica e adia classificação

VENEZUELA

'Dia D' de missão humanitária na Venezuela tem confrontos com militares

Mais Lidas