Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

LONDRES

Brasil vence Nova Zelândia e se garante

1 AGO 2012Por terra12h:56

Preocupada em poupar titulares para as quartas de final e garantir a primeira colocação do Grupo C, a Seleção Brasileira cumpriu seus objetivos. Em um jogo em que teve domínio contra um adversário frágil, o Brasil derrotou a Nova Zelândia por 3 a 0, nesta quarta-feira, no St. James Park, e iniciará a fase de mata-mata dos Jogos Olímpicos de Londres embalada por uma primeira fase com 100% de aproveitamento.

Com o primeiro lugar garantido, o Brasil volta a campo no mesmo estádio em Newcastle no sábado. O adversário, segundo do Grupo D, ainda está indefinido, mas hoje seria Honduras. Japão e Marrocos são as outras duas possibilidades.

O Brasil construiu o placar em Newcastle com naturalidade. O primeiro a marcar foi Danilo, aos 23min do primeiro tempo após tabela com Leandro Damião. Seis minutos depois, o camisa nove fez o seu segundo gol no torneio após jogada de um dos reservas escalados por Mano, Alex Sandro. Na segunda etapa, Sandro guardou o seu os 7min.

Para este jogo, Mano iniciou com cinco alterações em relação ao duelo contra a Bielorrússia, no último domingo. Gabriel, Alex Sandro, Danilo, Lucas e Leandro Damião deram descanso a Neto, Oscar, Rômulo, Alexandre Pato e Hulk. Ganso também jogaria, mas dores musculares impediram sua utilização.

Os reservas deram conta do recado em relação ao resultado final, mas não escaparam das cobranças de Mano. Lucas, abaixo dos demais, levou uma bronca do treinador ao tentar um drible a mais ao chegar à linha de fundo. Já Alex Sandro levou o segundo cartão amarelo ao cair na área e pedir a marcação de um pênalti. O lateral será desfalque do Brasil nas quartas de final.

Já Leandro Damião e Neymar ficaram marcados na partida por situações inversas. O atacante colorado, além do gol, aplicou a sua famosa lambreta, que ficou conhecida depois de realizada em um jogo contra a Argentina sem setembro do último ano. Já Neymar no segundo tempo perdeu um gol praticamente sem goleiro.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também